domingo, 6 de setembro de 2015

Gol heroico motiva Sassá a conquistar espaço: "Estou na briga de novo"


Atacante festeja resultado do Botafogo contra o Vitória e se diz confortável com preferência de Ricardo Gomes de escalá-lo como centroavante





A tônica de Sassá ao longo da temporada tem sido entrar no segundo tempo das partidas para tentar ajudar o Botafogo a sair de um resultado adverso. Mas neste sábado o atacante foi um dos protagonistas da emocionante vitória por 2 a 1 sobre o Vitória, no Barradão. No último lance do jogo, logo após o time da casa ter empatado, ele partiu em velocidade e tocou para o gol que deu mais conforto à equipe na liderança da Série B e representou mais passo rumo ao objetivo de afirmação pessoal.


Com Luís Henrique excluído da relação de jogadores que viajou a Salvador, Sassá foi o escolhido por Ricardo Gomes para substituir Navarro durante a partida e garante que vai seguir em busca de novas oportunidades, principalmente como titular.

- Entrar no segundo tempo, nem todo mundo gosta. Mas tive a oportunidade e mais uma vez conseguir entrar bem e fazer gol. O atacante precisa sempre fazer gols porque são eles que dão confiança. Sei que a disputa por uma vaga é grande, mas o gol sobre o Vitória foi bom para mostrar que estou na briga de novo - disse.

Sassá comemora gol que deu vitória ao 
Botafogo em Salvador (Foto: Reprodução)

Após a partida, Ricardo Gomes admitiu que pretende utilizar mais Sassá como centroavante, posição na qual ele se acostumou a atuar nas categorias de base do Botafogo.

- Gosto bastante dele assim. Também não inventei nada. O Jair (Ventura, auxiliar técnico) fazia isso com ele em 2012 nos juniores. Estou pegando informações - explicou.

O atacante de 21 anos, que marcou seu oitavo gol em 54 partidas como profissional do Botafogo, garantiu sentir-se confortável como centroavante, mas também ressaltou não se incomodar se voltar a atuar pelos lados do campo, usando sua velocidade.

- Eu quero é jogar. Como segundo atacante no Náutico, ano passado, fui artilheiro do time e cheguei à artilharia da Arena Pernambuco. Quero ajudar o Botafogo a voltar à Série A, e onde o treinador me escalar vou dar o máximo para conseguirmos nossos objetivos - afirmou.


Por Gustavo Rotstein Salvador/GE