quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Instabilidade como mandante acende o sinal de alerta no Botafogo


Glorioso segue líder e com altas chances de subir, mas precisa melhorar no Nilton Santos



Jogadores do Botafogo têm tido dificuldades
nos jogos em casa (Foto: Paulo Sergio)
Líder, até então com quatro pontos de vantagem para o segundo colocado, e embalado com uma vitória por 3 a 0, fora de casa. Todos esperavam que o Botafogo superasse o Oeste, na terça-feira. Mas o que se viu no Estádio Nilton Santos foi uma atuação bem abaixo da expectativa. E não foi a primeira vez. Em casa, o Glorioso coleciona sustos e decepções a ponto de ser apenas o oitavo melhor mandante da Série B. O acesso para a Primeira Divisão ainda parece bem provável, mas é preciso melhorar o desempenho no Rio para o retorno não começar a ficar ameaçado.


Nos jogos mais recentes, foram alguns os problemas. O Alvinegro precisou virar partidas contra o Paraná (2 a 1) e ABC (3 a 1), perdeu para o Paysandu com o Engenhão praticamente lotado e, no duelo mais recente, empatou no fim. O técnico Ricardo Gomes, no entanto, não enxerga o time tão mal – para quem lidera a competição – no próprio estádio.

- Não acho. Acho que os números não mentem. Você não vai vencer todos os jogos em casa. Tive o Luverdense e agora o Oeste, de empates em casa. Vi como jogos bem parecidos - afirmou, esquecendo-se do revés para o Papão da Curuzu, em 23 de agosto.


Ricardo se apega aos números. De maneira crua, realmente não parecem ruins: em casa, são oito vitórias, quatro empates e uma derrota – aproveitamento de 71,8%. Fora, conseguiu seis vitórias, três empates e quatro derrotas. Assim o Botafogo construiu a liderança, mas leva desconfiança aos torcedores que esperam acompanhar um time com autoridade quando atua em seu campo.

Faltam 12 jogos para o fim da Série B e, por ora, há apenas o sinal de alerta. É possível melhorar. Nesta rodada, foi o Paysandu que encurtou a distância para dois pontos. Para o primeiro time fora do G4, o Sampaio Corrêa, ela segue em seis pontos de diferença.


Felippe Rocha -  LANCENET!