sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Depois de tropeço, Botafogo evita projeções sobre volta à Série A


Ricardo Gomes prefere deixar de lado possibilidade de acesso daqui a três rodadas, mas lamenta viajar a Recife sem caminho três pontos mais curto





Ricardo Gomes chama a atenção dos jogadores
 em treino desta sexta: ajustes após derrota
 (Foto: Vitor Silva/SSPress)
A derrota para o Ceará em casa atrasou os planos do Botafogo, que tenta garantir o mais rapidamente possível seu retorno à Série A. Dessa forma, o caminho passou ser olhado com outra projeção. Os almejados cinco pontos que devem garantir o acesso podem ser conquistados nas próximas três rodadas, com duas partidas fora de casa.


Neste sábado o Botafogo enfrenta o Náutico em Recife e nas duas rodadas seguintes recebe o Bahia no Estádio Nilton Santos e volta a viajar, dessa vez para Santa Catarina, onde duela com o Criciúma. Mas quando se pergunta ao técnico Ricardo Gomes sobre esse tipo de planejamento, a resposta é praticamente a mesma. Como ocorreu nesta sexta-feira, após o treinamento.


- Estamos trabalhando para vencer o Náutico. Essa é a projeção. Vamos pensar jogo após jogo.


No dia seguinte à derrota para o Ceará, Ricardo Gomes reuniu o grupo para uma conversa. Segundo ele, o assunto passou menos pela ansiedade de garantir os últimos cinco pontos que faltam e mais pela necessidade de melhorar o jogo do Botafogo dentro de campo. Assim, os resultados que a equipe precisa virão naturalmente. No entanto, o treinador não deixa de lado a ideia de conquistar o acesso à Série A logo.


- O quase é nada, não existe. Tem muita coisa na frente, não estamos garantidos em nada. Perdemos boa oportunidade de viajar com mais três (pontos). Vamos viajar com mais seis. Temos que aumentar a agressividade - destacou o técnico.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE