domingo, 29 de novembro de 2015

Neilton espera acerto entre Cruzeiro e Botafogo nesta segunda-feira


Proporção do pagamento do salário do atacante deve se inverter, com clube carioca passando a arcar com cerca de 75% dos vencimentos





Neilton está mais perto de acertar o fico no
Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
Neilton quer ficar no Botafogo, e o clube quer que ele fique. Falta acertar com o Cruzeiro, que atualmente arca com cerca de 75% dos vencimentos do jogador - o restante fica por conta do Alvinegro. A proporção, ao que tudo indica, deverá ser invertida com o Botafogo de volta à Série A do Brasileiro e um novo contrato de empréstimo por um ano. O jogador e seu empresário, Hamilton Bernard, esperam que o acordo saia já nesta segunda-feira. A negociação está em fase final.

Ao deixar o Engenhão após o empate em 0 a 0 com o América-MG, o atacante afirmou que pretende continuar em General Severiano, mas mostra cautela por saber que o martelo ainda não foi batido. Ele disputou 18 jogos pelo Botafogo, com seis gols.

- Está sendo tranquila a conversa, o Cruzeiro está entendendo, acho que ficará bom para todas as partes. Está 50% fechado.

Indagado se o obstáculo é somente o percentual do salário a ser pago por cada clube, ele afirmou:

- É por aí, mas eles estão conversando e vai dar certo. Até segunda-feira teremos a resposta de tudo.

Neilton avaliou ainda sua passagem neste ano pelo Botafogo e disse que vem participando das conversas com o Cruzeiro:

- Eu falo, participo, coloquei meu desejo, estão entendendo, não estão impedindo nada, me liberaram tranquilo. O que está impedindo é a parte do salário, mas está sendo tranquilo. Foi positivo, porque vinha sem jogar no Cruzeiro, tive oportunidades no Botafogo, tive uma identificação muito grande com o clube, com a torcida, diretoria, funcionários, e espero continuar aqui.

Consultado, o empresário de Neilton, Hamilton Bernard, explicou os ajustes a serem feitos no atual formato do empréstimo e confirmou a proporção da divisão salarial:

- É próximo disso (a divisão percentual do pagamento do salário de Neilton). Como o contrato agora será um pouco maior, de um ano, esse primeiro contrato foi de quatro meses, os clubes estão conversando para ajustar. Acredito que até segunda, no máximo terça, a coisa esteja solucionada.

Bernard lembrou também que o cenário para 2016 é diferente:

- Eu acho que sim, deve inverter (a proporção do pagamento), porque o Botafogo antes estava na Série B, e o Cruzeiro entendendo a situação concordou em pagar uma parte boa do salário. Agora a situação é outra, Série A, o Neilton também já não é uma aposta, já sabem que é um jogador que tem tudo para ser titular, isso conta muito. O Cruzeiro deve pagar uma parte, mas uma parte menor.

O técnico Ricardo Gomes foi só elogios ao jogador após o empate com o América-MG, neste domingo, no Engenhão:

- É excelente. Chegou junto comigo, pouquinho antes, bom jogador, buscando espaço no futebol brasileiro, tem muita habilidade, leve, não teve uma sequência grande, e temos de fazer isso mais um ano para deslanchar.


Por Vicente Seda Rio de Janeiro/GE