quinta-feira, 12 de novembro de 2015

'Vão investir, mas não muito', diz Ricardo Gomes, sobre planejamento do Botafogo para 2016




Falta de dinheiro não desanima Ricardo Gomes Foto: Vitor Silva / SSPress

Carimbado o passaporte para a elite do futebol brasileiro, o Botafogo mantém um pé na grama, atrás do título da Segundona, e outro fora, no mercado, onde começa a ser rascunhado o time da temporada 2016. Não se deve esperar muito. O técnico Ricardo Gomes já ouviu do presidente Carlos Eduardo Pereira que o orçamento será modesto.

- O investimento não vai ser muito importante. Foi a palavra do presidente. Vão investir, mas não muito. Quando não se pode comprar os melhores, é preciso observar e buscar boas alternativas. A ideia é reforçar, o que é diferente de mudar. Concordo. É difícil sair do zero. É difícil fazer de novo - diz o treinador, que renovará o vínculo com o clube por mais um ano.

A falta de dinheiro não deixa Ricardo pessimista. Ele pede a permanência de Willian Arão, em negociação com o Flamengo, e acredita que é possível fazer um time bom.

- Se não trabalharmos bem, vamos sofrer. É preciso ter atenção (no mercado).

Além de treinar o time e planejar o elenco do próximo ano, Ricardo Gomes consulta especialistas sobre um dilema que o incomoda: não sabe se deve implantar uma prótese no joelho direito, baleado desde os tempos de jogador e agravado com o excesso de musculação após o AVC de 2011.


Por: Marluci Martins
Fonte: Leia mais: http://extra.globo.com/esporte