quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Após acesso à Série A, Botafogo chega ao Rio com festa da torcida


Grupo de torcedores vai ao Galeão recepcionar delegação após vitória sobre o Luverdense. Título da Série B pode ser conquistado no sábado




O Botafogo retornou ao Rio de Janeiro, na tarde desta quarta-feira, após garantir o acesso à Série A do Brasileirão, com muita festa da torcida. Na noite anterior, o Alvinegro venceu o Luverdense por 1 a 0, gol de Ronaldo, em Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, e conquistou a classificação à elite nacional com quatro rodadas de antecedência. Um grupo de torcedores foi ao Aeroporto Antônio Carlos Jobim, o Galeão, para recepcionar a delegação. E, carregando bandeiras e adereços, cantaram alto as músicas alvinegras, entoaram o hino e, principalmente, festejaram muito a chegada dos atletas.

Willian Arão foi um dos jogadores mais festejados pela torcida do Botafogo (Foto: Satiro Sodré / SSpress)

Desde cerca de meia hora antes do desembarque da delegação, os torcedores já faziam barulho no saguão do aeroporto. Pularam, correram e fizeram até "uuuuh" sempre que uma pessoa que não do Botafogo saía pelo portão. Os gritos de guerra do acesso foram os mais cantados, como o mesmo entoado pelos jogadores após o apito final contra o Luverdense: "Ei, você aí, o Bota já subiu, o Bota já subiu!".


Carleto foi o primeiro a sair na área de desembarque, para a loucura dos torcedores. Aos poucos, os jogadores foram passando em direção ao ônibus e precisaram ser escoltados pelos seguranças. Alguns pararam para conversar com a imprensa.


Torcedores alvinegros recepcionaram delegação
no retorno ao Rio (Foto: Satiro Sodré / SSpress)
Ronaldo foi um dos mais assediados e festejados pelos torcedores, assim como Willian Arão. Foi o atacante quem marcou o gol que sacramentou o retorno do Alvinegro à Série A do Brasileiro. Para ele, o gol marcado em Lucas do Rio Verde ficará na memória para sempre.


- Fica mais marcado na minha vida do que na do Botafogo. É um gol que nunca vou esquecer. Um gol que vou contar aos meus netos. Depois que eu parar (com o futebol), vou comentar, vou lembrar dele - disse.


Para Luis Ricardo, o momento é de festa. E a ansiedade de momento era por poder reencontrar o torcedor.


- Vamos curtir um pouquinho esse acesso, pensar no próximo jogo só amanhã. Vamos comemorar com o nosso torcedor um pouco. Viemos de uma viagem longa, estávamos ansiosos para chegarmos e receber esse carinho do nosso torcedor. Com certeza (respirar mais aliviado). Ficamos muito felizes. Agora é só comemorar e esperar o próximo jogo para conquistar também o título - disse o lateral.

Hino do clube e grito de guerra do acesso ditaram o ritmo dos festejos dos torcedores (Foto: Satiro Sodré / SSpress)

- Conseguimos o acesso e estamos brigando pelo título. É uma sensação de dever cumprido, felicidade imensa. Espero retribuir esse carinho da torcida - afirmou Neilton.


O título da Série B pode ser confirmado no sábado, desde que o Bota vença o Santa Cruz. E que o América-MG não ganhe do Paraná. A partida dos mineiros, no entanto, acontece apenas às 21h - o do Alvinegro é às 17h30. Com isso, o time não poderá comemorar um eventual título junto dos torcedores, pois depende do resultado paralelo. Neilton lamentou não poder festejar no Nilton Santos:


- Verdade... Não vamos poder comemorar com a torcida. Vamos ter de esperar o outro resultado, mas está valendo.


O Botafogo volta a treinar na manhã desta quinta-feira, de olho no confronto com o Santa Cruz, sábado, às 17h30 (de Brasília), no Nilton Santos.

Torcedora tira foto com Diego Jardel na entrada do ônibus do Botafogo (Foto: Satiro Sodré / SSpress)


Neilton é escoltado pelo segurança do Botafogo, mas tem tempo para uma selfie (Foto: Satiro Sodré / SSpress)


Muita festa no desembarque do Botafogo após o acesso à Série A (Foto: Satiro Sodré / SSpress)



Por Jessica Mello e Pedro Veríssimo Rio de Janeiro/GE