segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Em vídeo, meia Camilo se despede da Chape e irá jogar no futebol árabe


Depois de tratativas com o Botafogo, que desistiu do negócio devido ao valor da multa rescisória, jogador consegue liberação e acerta sua ida para o Al Shabab





Camilo acertou a rescisão com a Chapecoense para
jogar na Arábia (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)
Chegou ao fim a passagem do meia Camilo pela Chapecoense. Na tarde desta segunda-feira, o jogador gravou um vídeo de despedida aos torcedores, dirigentes e colegas. As imagens foram publicadas pelo Verdão do Oeste. Em Chapecó no fim de semana, o camisa 10 acertou a sua liberação - o clube alviverde vai receber R$ 1,5 milhão pela rescisão. O jogador está se transferindo para o Al Shabab, da Arábia Saudita.


Camilo tinha contrato com a Chape até dezembro de 2016, mas o assédio ao atleta cresceu nesta temporada. No meio do ano, ele recebeu sondagens do exterior. Só que teve a saída dificultada pela multa estipulada no contrato. Depois do Campeonato Brasileiro, o Botafogo mostrou interesse e chegou a acertar o salário com o profissional. No entanto, o time catarinense pediu R$ 2 milhões para ceder os 50% dos direitos econômicos do meia e emperrou a negociação.


Esperava-se uma contraproposta do Botafogo no fim da semana passada, mas, de acordo com o empresário do atleta, Francis Leonardo, ela não aconteceu, concretizando, assim, a negociação com a Arábia Saudita. Carioca, Camilo tinha a vontade de atuar no Rio de Janeiro, onde toda a sua família mora. O desejo pelo Botafogo partia também em virtude de ser o time do coração do seu pai.


Conforme o empresário, a negociação com o clube árabe está encaminhada e falta apenas a assinatura do contrato. O agente aguarda a liberação do visto do profissional e da documentação de transferência internacional para acertar o novo vínculo. A expectativa é que Camilo viaje para a Arábia Saudita em dois dias.


No vídeo gravado para a Chape, o camisa 10 agradece ao apoio da torcida e lembra dos momentos vividos desde sua chegada ao clube do Oeste catarinense, em abril do ano passado. Além disso, deseja um ano de vitórias em 2016 ao Verdão.


- Estou aqui para me despedir da torcida da Chapecoense. Quero agradecer a todos os torcedores e à cidade, que me acolheu muito bem. Vivi intensamente nesse clube e dei o meu melhor. Sou muito grato por tudo que fizeram por mim. À diretoria, torcida e colegas. Meu muito obrigado por tudo e que Deus abençoe a todos. E que tenham um 2016 com muitas alegrias na Chapecoense - disse.

Por Jessica Mello e Laion Espíndula Chapecó, SC/GE