quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Botafogo avança por fornecedor e deve voltar de roupa nova à Série A



Clube carioca encaminha acerto com a Topper, que deve substituir a Puma, a partir de maio. Marca já fabricou uniformes alvinegros entre 1999 e 2001





Sai Puma, entra Topper. Nova fornecedora de material
deve estrear no Brasileiro (Globoesporte.com)
A volta do Botafogo para a Série A do Campeonato Brasileiro será de roupa nova. Com contrato com a Puma até o fim de abril, a Topper se encaminha para ser a nova fornecedora de materiais esportivos do Alvinegro a partir do Brasileirão.

As negociações acontecem desde o ano passado. Além da Topper, o Botafogo teve propostas da Pênalti e da Dry Word, empresa canadense que acertou com o Fluminense. O acordo com o Tricolor prevê exclusividade no Rio de Janeiro, mas o Alvinegro garante que os canadenses nunca foram a primeira opção.

O acordo com a Topper está encaminhado, mas ainda não foi fechado. O Botafogo ainda discute os detalhes finais, como tempo de contrato, por exemplo. A tendência é que o acordo tenha duração de três anos. Os valores não foram divulgados.

- Diria que está 80% fechado. Na próxima semana, devemos ter novidades – disse o diretor comercial do Botafogo, Klay Salgado, sem citar o nome da empresa.

Procurada pelo Globoesporte.com, a Topper disse que não vai se manifestar sobre o assunto, neste momento.

O contrato com a Puma acaba em 30 de abril, e a empresa tinha a prioridade, até dezembro, caso cobrisse as ofertas dos concorrentes. O Botafogo estendeu o prazo até o fim de janeiro. Porém, como os alemães não se manifestaram, o Botafogo dá como certa a saída da marca, no clube desde 2011.

Apesar de o contrato com a Puma encerrar em abril, o Botafogo já definiu que usará o uniforme da marca alemã, caso chegue à decisão do Campeonato Carioca, prevista para os dias 1º e 8 de maio. As camisas da nova marca, provavelmente a Topper, estrearão somente no Campeonato Brasileiro.

A Topper forneceu uniformes para o Botafogo entre 1999 e 2001.


Por Marcelo Baltar/Rio de Janeiro/GE