segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Neilton comemora volta com gol e pede vitória no clássico: "Dar moral"


Recuperado de um desequilíbrio muscular, atacante foi decisivo no triunfo contra a Cabofriense. Ele admite que Botafogo ainda não convenceu, mas fala em paciência





Neilton chegou a sala de coletiva tremendo de frio após
banheira de gelo: "Prefiro calor" (Foto: Chandy Teixeira)
O retorno não poderia ser melhor. Neilton está com o sorriso de volta ao rosto depois de se recuperar de um desequilíbrio muscular que o afastou da equipe por um mês. Não é para menos. Foi dele o gol que garantiu a vitória suada do Botafogo diante da Cabofriense. O atacante não escondeu a felicidade em entrevista após o treinamento desta segunda-feira. Classificou o gol como um presente pós momento de dificuldade.


- Foi um momento especial. Para mim, até faltava mais tempo para o jogo acabar. Só vi depois (que estava perto do fim). Quando acabou, fiquei triste porque queria jogar mais. Mas foi o maior presente que poderia ter recebido. Fiquei mais de um mês parado. Nunca tinha passado por essa experiência. Estou feliz - disse Neilton.


Porém, apesar da felicidade de Neilton e os 100% de aproveitamento do Botafogo no Carioca, a equipe ainda não conseguiu convencer a torcida. O atacante até concorda e enxerga na partida contra o Fluminense, na quarta-feira, uma oportunidade para mudar este panorama. O jogo, inclusive, será o primeiro clássico carioca na carreira do atacante.


- A gente precisa dessa vitória, né? Para dar uma moral para o grupo, para o trabalho do Ricardo Gomes. Estou ansioso para jogar um clássico carioca. É importante para a equipe sair com a vitória. É um jogo bom de jogar - analisou.


Por outro lado, Neilton pede paciência à torcida. Ele acredita que o time comandado por Ricardo Gomes ainda está em formação.


- Perdemos muitas peças. O time está sendo reformado, tem que ter paciência - completou.


Sorriso tremido


O sorriso fácil de Neilton demorou a sair depois de entrar na sala de entrevista coletiva. O motivo? A famigerada banheira de gelo. Tremendo de frio, precisou de alguns segundos para se recompor. O atacante não curte sequer ar-condicionado.


- Prefiro calor. Gosto muito de sol. Minha mulher até reclama que fico com o ar desligado em casa - divertiu-se.


Líder do Grupo B com 15 pontos, o Botafogo treina novamente na manhã desta terça-feira, em General Severiano. Em seguida, viaja para o Espírito Santo onde enfrenta o Fluminense, em Cariacica, na quarta-feira.


Por Chandy Teixeira/Rio de Janeiro/GE