quinta-feira, 17 de março de 2016

Ricardo prega manutenção no Bota, mas admite: "No máximo uma troca"


Alvinegro teve treino fechado nesta quinta-feira na Escola Naval, mas mudanças profundas estão descartadas. Técnico ainda rasgou elogios ao jovem Emerson




O Botafogo já tem uma identidade. Essa é a avaliação do técnico Ricardo Gomes. Depois de comandar um treino fechado na manhã desta quinta-feira na Escola Naval, no Rio, Ricardo Gomes descartou mudanças profundas na equipe que vai enfrentar o Madureira, no domingo, pela segunda rodada da Taça Guanabara. O técnico admite, porém, uma mudança.


- Fizemos um trabalho que, se eu entregasse com imagens, ia ser complicado. Pode colocar na minha conta (a decisão de fechar o treinamento). A tendência (de escalação da equipe) é a repetição, no máximo uma troca. Mas muito mais pelos exercícios que formação - revelou Ricardo Gomes.

Ricardo Gomes satisfeito com a vista na Escola Naval (Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

Além de estar satisfeito com o conjunto até aqui, Ricardo Gomes tem outra felicidade dentro do Botafogo: Emerson Santos. O jovem zagueiro foi alvo de elogios do técnico que marcou época na mesma posição.


- Ele (Emerson) bate muito forte na bola. Vi poucos jogadores com essa batida. Não vou falar porque ele me lembra alguns grandes nomes do passado. E ele bate também colocado. E isso vai dando confiança. Ele vai dar fruto. No último jogo, as intervenções do Emerson no jogo, eu gostei muito. As cobranças de falta não é de agora. O que eu vi no jogo contra o Fluminense, foi o Emerson em forma e com intervenções com categoria. E isso me agradou bastante - avaliou.


O técnico também comentou sobre a troca temporária de local para treinamentos do Botafogo. Durante quase um mês, o time treinará na Escola Naval. A medida visa preservar o gramado de General Severiano. Ricardo diz que não há grande diferença.


- Um ligar que não dá para reclamar. Aqui (General Severiano) é bom, mas precisamos economizar o campo. Lá temos um campo com dimensões maiores. Aqui era bom, lá, que vamos ficar este mês, não tem nada para colocar. Aqui é bom, lá também - comparou.


Veja outros pontos da coletiva de Ricardo Gomes
Forma até agora
Espero evolução do Botafogo. Sabendo que (o próximo jogo) vai ser contra um time (Madureira) com bons jogadores. Mas eu espero evolução do Botafogo. Os dois últimos jogos, subimos um degrau nessa evolução.


Proteção a Luís Henrique?
É diferente. No ano passado, tinha só o Luís Henrique. Quando eu cheguei, o Botafogo tinha oito jogos e dois gols. Isso é um peso para o garoto. Com o Ribamar é diferente. Carioca é diferente do Brasileiro, que tinha que a obrigação subir (de divisão). Hoje é muito mais a opção técnica e tática que uma proteção. Pode ser que precise isso no Brasileiro, mas no Carioca, não.


Perfomance contra os pequenos
Sinceramente, tem que ganhar, sou obrigado pela grandeza do Botafogo. Cada jogo tem sua história. O Madureira, de acordo com vocês, é um dos melhores. Tem que ter entusiasmo e técnica. As duas coisas andam juntos.


Jogos em sequência fora do Rio de Janeiro
Claro que preocupa. Nosso país é continental. Manaus, por exemplo, você precisa de dois, três dias para recuperação. Estamos esperando as definições. Estamos atentos para diminuir a margem de erro.


Por Chandy Teixeria e Pedro Venancio/Rio de Janeiro/GE