quinta-feira, 21 de abril de 2016

De braços abertos, Jefferson elogia possíveis reforços: "Não tem vaidade"


Goleiro diz que problema entre Emerson e Bruno Silva está resolvido, vê equilíbrio no clássico contra o Fluminense e elogia Kleber e Alex: "Todos estão animados"




Como de costume no Botafogo, nas vésperas de um jogo importante, o capitão se apresentou para falar. Jefferson entrou na sala de imprensa do clube esbanjando confiança, mas pregando respeito ao Fluminense, adversário de domingo, pela semifinal do Campeonato Carioca.

Liderança dentro e fora de campo, o goleiro falou sobre tudo um pouco. Um dos temas, obviamente, foi sobre reforços, uma vez que o Botafogo está ativo no mercado e tenta as contratações de Kleber Gladiador, William Pottker e Alex. Jefferson abriu as portas do clube.

- Por vezes sou um pouco repetitivo. No começo do ano, o Botafogo entrou um pouco desacreditado. O presidente conseguiu montar uma equipe competitiva para o Carioca. Tanto que estamos na semifinal. Mas todos sabem que o Brasileiro é mais difícil, e o presidente está atrás de reforços. E nítido que precisamos de mais algumas peças. Somariam muito. São jogadores que todos os clubes gostariam de ter. O Gladiador e o Alex são jogadores muito qualificados. Até aqui dentro, entre os jogadores, quando surge a noticia, todos ficam animados. Aqui não tem vaidade. Quem chegar vai ajudar o Botafogo. Todos estão no mesmo barco. Resultado negativo vai estourar para todo mundo - ponderou Jefferson.

Jefferson coletiva Botafogo (Foto: Marcelo Baltar/ Globoesporte.com)

O adversário de domingo, é claro, também foi um assunto abordado pelos jornalistas.


- É um jogo para jogarmos no coletivo. Todos atacam e todos defendem. É um jogo de estratégia, precisamos ser eficientes. Se levarmos um gol, será complicado virar a partida. Também precisamos ter cautela. Mas chegamos confiantes no clássico, mais fortes por tudo que passamos. Creio que muitas pessoas achavam que o Botafogo nem se classificaria. Mostramos que estamos no caminho certo. Vamos brigar com o Fluminense de igual para igual.

Jefferson também garantiu que o Botafogo está preparado para a decisão de domingo. Como capitão, ele precisou intervir para acalmar os ânimos após o bate-boca entre Emerson e Bruno Silva, no treino de quarta. Para o capitão, a polêmica já ficou para trás.

- Olha, é normal. Eles já se entenderam. Isso faz parte do dia a dia. A gente quer ser muito competitivo e se excede um pouco. São dois caras excepcionais. Já se entenderam. Conversamos no vestiário e apaziguamos a situação. Isso faz parte do treinamento. Mas o mais importante é o respeito. Isso não falta no Botafogo. Conversamos com eles e está tudo resolvido.

Respeito interno, mas também com o adversário. Para Jefferson, o Botafogo não pode entrar na pilha de provocações na semana que antecede o clássico.

- Isso vai muito das características dos jogadores. Aqui no Botafogo não tem essa de provocação. O mais importante é o respeito, pois temos amigos do outro lado. Aqui no Botafogo não tem essa de desrespeito com o adversário.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar/Riop de Janeiro