terça-feira, 3 de maio de 2016

Botafogo consegue reverter penhora da renda do clássico contra o Vasco


Clube teve sua parte retida por dívida antiga com a construtora Guedes Carvalho



O Botafogo conseguiu reverter na Justiça a penhora da renda do primeiro jogo da decisão do Campeonato Carioca. Após a partida, o clube teve R$ 240.574,00 retidos na área cível devido à dívida antiga adquirida em 2002, com a construtora Guedes Carvalho, na gestão do ex-presidente Mauro Ney.


Botafogo e Vasco assumiram a organização dos jogo da decisão do Campeonato Carioca no Maracanã. Da renda total de R$ 1.840.370,00, apenas 26% foram para os cofres dos clubes. Entre despesas, taxas e custo operacional, os clubes dividiram apenas R$ 481.149,60. Cada um ficou R$ 240.574,00, mas o Botafogo teve sua parte penhorada pela Justiça. O clube conseguiu reverter a decisão.

Botafogo lucrou com a partida pouco mais de R4 240 mil (Foto: Reprodução / Twitter oficial do Botafogo)

De acordo com o borderô divulgado pela Ferj, o custo operacional da partida foi de mais de R$ 531 mil. Outras questões como confecção e pré-venda (R$ 128 mil), ingressos promocionais (R$ 235 mil) e a taxa da Ferj (R$ 160 mil) também pesaram.


Fonte: GE/Por Marcelo Baltar e Thiago Lima/Rio de Janeiro