domingo, 26 de junho de 2016

Botafogo surpreende no Beira-Rio e vence o Inter em jogão com cinco gols


Fernandes, Neilton e Camilo anotaram os gols cariocas, enquanto Eduardo Sasha e Ernando descontaram. Fabinho ainda foi expulso no final da primeira etapa





Bem organizado em campo, o Botafogo utilizou uma velha tática para surpreender e superar o Inter no Beira-Rio: os contra-ataques. Baseado em um time condensado na defesa e com saídas em velocidade, o Alvinegro aplicou 3 a 2 em pleno Beira-Rio na tarde deste domingo, pela 11ª rodada. Fernandes, Neilton e Camilo anotaram os gols cariocas, enquanto Sasha e Ernando descontaram. Fabinho ainda foi expulso no final da primeira etapa, o que deixou o time de Argel com um a menos.

Com a vitória, o Bota respira um pouco mais aliviado e sobe (provisoriamente) para a 16ª colocação, com 12 pontos. Na quinta-feira, a equipe carioca tentará estender a boa fase em duelo contra o Atlético-MG, no Independência. Já o Inter segue como vice, com 20, mas perde a gordura acumulada e vê a aproximação de Santos e Corinthians. Na quarta-feira, visita o Flamengo em busca de reação.


Neílton anotou um dos gols da partida (Foto: Agência Estado)

Um visitante indesejado. Foi assim que o Botafogo se apresentaria logo nos minutos iniciais da partida. E, aos sete minutos, chegaria ao primeiro gol da partida. Em bela jogada individual, Luis Ricardo se livrou de dois marcadores para chegar até a linha de fundo e cruzar. Fernandes recebeu na área e girou para abrir o placar.

A reação colorada quase seria imediata. Após cobrança de escanteio, Andrigo desviou de cabeça e Bruno Silva salvou o clube carioca em cima da linha. Na sequência da jogada, Camilo foi lançado em velocidade na esquerda e deixou Neilton livre, na cara da meta. Aí foi apenas chutar cruzado para vencer Jacsson. Ainda antes do intervalo, Fabinho acertaria um carrinho em Neilton e acabaria expulso.

O segundo tempo mostraria uma partida ainda mais intensa do que a etapa inicial. Com a desvantagem, Argel abriu o time: tirou Geferson, Andrigo e Gustavo Ferrareis, para colocar Alex, Marquinhos e Bruno Baio. No Bota, Rodrigo Lindoso substituiria Airton.

Assim, foram dezenas de chances criadas. Neilton já tinha perdido um gol, quando Sasha reduziria o placar. Após cruzamento de Marquinhos. O Bota não ficou atrás e logo voltou a marcar com Camilo, em chute colocado de fora da área. Após o tento, o meia pediu para sair e acabou substituído por Gervasio.

Aos 28 minutos, Ernando recolocou o Inter no jogo ao desviar de cabeça, sem chances para Sidão. O mesmo zagueiro teria a chance de igualar o marcador, quase na pequena área. Neilton também teve a oportunidade de “matar o jogo”, mas chutou por cima. Até o final, gaúchos e cariocas se digladiaram em um duelo franco e aberto. E quem levou a melhor foi o Botafogo, com o triunfo por 3 a 2.


Fonte: GE/Por GloboEsporte.com/Porto Alegre