domingo, 19 de junho de 2016

Ricardo diz que Z-4 não preocupa e crê em evolução do Bota com reforços


Treinador culpa falta de experiência por derrota para o Corinthians e acredita que equipe melhore quando reforços estrearem. Camilo pode jogar contra o Figueirense



Ricardo Gomes (Foto: Marcos Ribolli)
O Botafogo teve uma boa atuação no primeiro tempo, endureceu para o Corinthians, mas deixa São Paulo com mais uma derrota na conta. Para o técnico Ricardo Gomes, faltou experiência à equipe, neste domingo, na derrota por 3 a 1 para o Corinthians.


O treinador, no entanto, acredita na evolução nas próximas rodadas e aponta a abertura da janela de transferência como justificativa para a confiança. O meia Camilo terá condições de jogo na quarta, contra o Figueirense. Rodrigo Pimpão deve estrear no próximo domingo, diante do Inter.


- O time é jovem, precisamos administrar, não estou muito preocupado com a colocação. É um time de qualidade, mas com jogadores jovens. A janela (de transferência) vai resolver algumas questões com relação à experiência (do time) – vislumbrou Ricardo Gomes.

Apesar do discurso, Ricardo Gomes entende a impaciência da torcida. Com a derrota, o Botafogo voltou à zona de rebaixamento e ocupa a 19ª colocação no Campeonato Brasileiro, com os mesmos oito pontos do lanterna América-MG.

- Uma coisa é ter um discurso aqui, o cara, o torcedor não quer saber se o jogador é jovem, ele quer que o Botafogo vença. Enquanto as vitórias não chegarem com certa frequência pra gente sair dessa parte da tabela, a torcida vai estar impaciente. Ela quer o melhor para o Botafogo, e não é com derrota que a gente vai conseguir.






Confira outros trechos

Pressão
Não tiro leite de pedra, não gosto dessa expressão. O time tem bons jogadores, mas jogadores jovens. Pega o meu ataque, pega o do Corinthians. Olha o investimento do Corinthians, olha o investimento do Botafogo. A torcida não quer saber se teve investimento ou se não teve, ela quer o Botafogo vencedor. Depois de uma derrota, tem de assimilar essa pressão e bola pra frente


Futuro
Converso sempre com o Lopes, com o presidente, claro que gostaríamos de estar em outra colocação na tabela, mas falar de "se" no futebol é perda de tempo. O que temos é de trabalhar muito, esperar esses jogadores experientes para então subir na tabela. O cara que não quer pressão que fique em casa.

Erros
No nosso melhor momento no primeiro tempo, tomamos o gol. Sair atrás do placar é difícil. Tomamos o gol, mas cinco minutos depois retomamos o controle, fizemos o gol. O primeiro tempo foi muito bom, plano tático, de entrega. No segundo tempo tivemos um erro de colocação, e o Fagner conseguiu, teve o mérito. Voltamos depois para o jogo, mas sem a fluência do primeiro tempo. Como expliquei, o time é jovem, e isso tem um preço, estamos pagando.


Fonte: GE/Por GloboEsporte.com/São Paulo