domingo, 24 de julho de 2016

Atalhos de Camilo: Bota busca vitória inédita na Arena Condá em tira-teima


Camisa 10 lidera time no palco onde foi sua casa durante um ano e meio e conhece a fundo; após um triunfo e uma derrota, Alvinegro trava desempate com a Chapecoense



Desde que estreou, Camilo mostrou a sua importância para o Botafogo: em cinco jogos fez um gol e deu quatro assistência, tornando-se o motor do meio de campo de Ricardo Gomes. Só que às 16h (de Brasília) deste domingo, mais do que nunca, o Alvinegro depositará nos pés do camisa 10 a esperança para conduzi-lo a uma vitória inédita na Arena Condá, estádio onde o jogador conhece bem. Entre 2014 e 2015, passou um ano e meio atuando no palco em que estufou a rede cinco vezes e comandou a Chapecoense no Campeonato Brasileiro e na surpreendente campanha na Copa Sul-Americana. Além do meia, o time conta com Bruno Silva, outro ex-atleta rival, para desvendar os atalhos do campo de Chapecó (SC) e levar a melhor no tira-teima do duelo: as duas equipes se enfrentaram apenas em duas partidas na história, ambas em 2014, com um triunfo para cada lado. É hora do desempate!

Pela Chapecoense, Camilo jogou um ano e meio e fez cinco gols na Arena Condá (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)

A Chapecoense é um adversário duro de ser derrotado em casa. Na única oportunidade em que visitou o rival, o Botafogo saiu derrotado por 2 a 0. Em 2016, o time catarinense perdeu apenas duas vezes em seus domínios, para Joinville no estadual e Corinthians no Brasileiro. Porém, sua campanha em casa na atual Série A está irregular, com apenas 47%, e faz o Alvinegro sonhar com a vitória para seguir fora da zona de rebaixamento - com 17 pontos, viu o Z-4 se aproximar com os primeiros jogos da 16ª rodada. O time de Ricardo Gomes também pode continuar fora da área da degola em caso de empate, mas se perder dependerá de outro resultado: que Cruzeiro e Sport fiquem iguais no placar e somem apenas um ponto no Mineirão.

Provável escalação contra a Chapecoense tem volta de Carli e possível retorno de Salgueiro de titular (Foto: Arte Esporte)

Uma vitória fará o Botafogo, além de se afastar mais do Z-4, ultrapassar o adversário, que tem dois pontos a mais e três colocações acima na tabela. É o famoso "jogo de seis pontos", na linguagem futebolística, e por conta disso Ricardo Gomes adotou o mistério na equipe. Mas a dúvida do treinador está apenas no substituto do suspenso Airton. Porém, sua escolha mudará o sistema de jogo alvinegro: se optar por Fernandes, o time vai continuar com três volantes; já se escolher Salgueiro, a trinca de frente que buscou a reação contra o Flamengo e terminou o clássico terá sua primeira chance como titular. O desafio, entretanto, é não sofrer gols: sem Airton, a equipe fez nove jogos neste Brasileirão e foi vazada 17 vezes, quase duas por partida.


Chapecoense x Botafogo


Local: Arena Condá, em CHapecó (SC)
Data e horário: domingo, 16h (horário de Brasília)

Escalação provável: Sidão, Luis Ricardo, Carli, Emerson e Diogo Barbosa; Lindoso, Bruno Silva, Camilo e Salgueiro (Fernandes); Neilton e Canales

Desfalques: Jefferson, Leandrinho, Gegê, Rodrigo Pimpão e Sassá
Pendurados: Fernandes, Renan Fonseca, Leandrinho e Anderson Aquino

Arbitragem: Anderson Daronco (RS), auxiliado por Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Transmissão: PremiereFC e Tempo Real do GloboEsporte.com


Fonte: GE/Por GloboEsporte.com/Chapecó, SC