domingo, 24 de julho de 2016

Ricardo lamenta atuação do sistema defensivo: "Não está suportando"



Após derrota em Chapecó e volta à zona de rebaixamento, treinador diz que Alvinegro não conseguiu traduzir a superioridade em gols e reclama do lance de Canales




Ricardo Gomes deixou a Arena Condá, em Chapecó, consciente da atuação ruim de seu sistema defensivo. Na derrota por 2 a 1 para a Chapecoense, o Botafogo bobeou nos dois gols adversários e, apesar de ter mais domínio de bola, não conseguiu sair do estádio com a vitória. O treinador alvinegro lamentou o resultado na tarde deste domingo (veja os melhores momentos no vídeo acima).


- Primeiro tempo equilibrado. Tivemos dificuldades de traduzir o domínio em gols. O setor defensivo não está muito bem. Precisamos melhorar. Entre dominar o jogo e conseguir os três pontos tem uma grande diferença. Temos que traduzir esse domínio em gols. O sistema defensivo não está suportando - disse Ricardo Gomes em entrevista coletiva.


O treinador reclamou do lance de Canales, que chegou a balançar as redes, mas teve seu gol anulado por impedimento. Ricardo acredita que a jogada não foi irregular. Para ele, o gol seria importante para o chileno, que havia ficado três meses parado por causa de lesão.


- Essa avaliação é mais interna (sobre o Canales). Ele ficou três meses parado. Entrou contra o Flamengo, treinou bem nas últimas duas semanas. Mas não dá para analisar assim. Ele conseguiu o gol que não estava impedido. Isso é uma pena. Seria bom para o atacante, voltar assim. Isso tem um peso, dá moral. 

Ricardo Gomes, durante a derrota para a Chapecoense (Foto: Márcio Cunha / Agência Estado)


Com o resultado, o Botafogo volta à zona de rebaixamento, na 17ª colocação, com 17 pontos. O próximo adversário no Campeonato Brasileiro é o Palmeiras, jogo que seria segunda-feira, dia 1º de agosto, mas pode ser antecipado ou adiado por questões de policiamento. No meio da semana, o Alvinegro enfrenta o Bragantino, quarta-feira, no Luso-Brasileiro, às 19h30 (de Brasília).


Veja outros tópicos da entrevista coletiva de Ricardo Gomes:

Bloqueio da Chapecoense
- Dois lances do Bruno Silva e o gol do Canales, que não estava impedido, foram no primeiro tempo. No segundo tempo, o Botafogo dominou. Demoramos a chegar ao gol de empate e logo em seguida sofremos outro gol. A Chapecoense ficou mais na parte defensiva, e não conseguimos desbloquear esse esquema.

Dificuldade no último passe
- Estamos chegando bem na área, mas o último passe não está sendo correto. Na conclusão, não está dando certo. Tirando o lance do Canales, que foi um gol legal.

Atuação de Camilo, autor do gol
- Camilo fez um belo gol, mas não fez uma grande partida.

Indefinição da data do jogo com o Palmeiras
- Acho melhor pegar logo o Palmeiras, mas primeiro a Copa do Brasil. Ainda nem sabemos a data exata e o local contra o Palmeiras, então vamos decidir se pouparemos ou não na terça-feira. Acho que não dificulta o planejamento. Deu para trabalhar bem nas duas semanas. Não dá para reclamar disso.

Salgueiro
- O Salgueiro tem oscilado. Está com algumas dificuldades, mas é um jogador de boa dinâmica e técnica. Ainda não encontrou o melhor espaço dele.

Ausência de Airton
- O Airton tem mais cancha, o meio de campo fica mais organizado. Mas hoje, a derrota não foi pela ausência dele. Foram falhas de posicionamento, independentemente do Airton. Hoje a derrota não foi por causa da ausência do Airton.


Fonte: GE/Por GloboEsporte.com/Chapecó, SC