segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Vai ou racha? Bota tem dias finais por lateral e renovação de Luís Henriqu


Alvinegro inicia última semana de inscrição no Brasileiro com mais uma cartada para contratar substituto de Luis Ricardo e decidir empréstimo de atacante ao Atlético-PR




Segunda-feira, 12 de setembro de 2016: restam cinco dias para terminar o prazo de inscrição no Campeonato Brasileiro, e o Botafogo tem a última semana para resolver suas pendências entre chegadas e partidas. A prioridade continua sendo a contratação de um substituto para Luis Ricardo, que se recupera de cirurgia e só volta em 2017. Procurando um lateral-direito para ontem, o Alvinegro desistiu de Maicon, ex-Seleção, pelas condições físicas do jogador de 35 anos. E com a limitação de poder contratar só atleta que ainda não completou sete jogos na Série A, o clube decidiu se voltar para o mercado da Série B, e é lá que tentará a cartada final.

Cametá (esq.) e Alemão (dir.) foram opções para a vaga do lesionado Luis Ricardo no Botafogo (Foto: Arte Esporte)

O Botafogo já fez duas investidas sem sucesso. Primeiro tentou Tiago Cametá, do Ceará: ala ofensivo, habilidoso e que tinha a aprovação do técnico Jair Ventura. A oferta era de empréstimo até o final do ano sem compensação financeira, apenas por uma troca de jogadores. Mas quem os cearenses pediram foi Victor Luis, aí a diretoria desistiu. Alemão, do Bragantino, também foi procurado. Também com características ofensivas, o lateral agrada a dirigentes e já era observado antes mesmo da lesão de Luis Ricardo, mas seu clube dificultou a liberação. Mesmo com Emerson jogando bem improvisado na posição, a busca por alguém de ofício continua.


Além de um lateral-direito, um atacante de lado também é alvo para ser sombra de Neilton. Como Pimpão ainda não engrenou, o Alvinegro tentou a contratação de Rildo, mas o acerto ficou distante por motivos físicos, assim como Maicon. O jogador que pertence à Ponte Preta e está emprestado ao Corinthians está retornando de lesão e demoraria a entrar em forma para a reta final do Campeonato Brasileiro. Com o pouco tempo para contratações e a prioridade por um ala, é pouco provável que chegue mais alguém para o setor de ataque.


Luís Henrique ao lado de Sávio: ex-
jogador passou a agenciar jovem há
pouco tempo (Foto: Divulgação)
Luís Henrique de malas prontas

Outra situação a ser resolvida nesta semana é a renovação e o futuro de Luís Henrique. O jovem atacante de 18 anos, que recentemente passou a ser agenciado pelo ex-jogador Sávio, negocia a prorrogação de seu contrato em General Severiano, de maio de 2017 até o fim de 2019. Com isso, a joia seria emprestada ao Atlético-PR até dezembro do ano que vem. Ele sequer foi relacionado para a partida contra o Cruzeiro no último domingo, no Mineirão, e resolve os detalhes finais. A tendência é que uma definição aconteça nas próximas horas.


Luís Henrique subiu para os profissionais no ano passado, marcou gols e foi titular do Botafogo em parte da Série B. Nesta temporada, porém, pouco tem jogado. O empréstimo é visto como uma boa solução por todas as partes para o atacante jogar e adquirir experiência. Como o Atlético-PR costuma disputar o Campeonato Paranaense com um time sub-23, seria ideal para o jovem atuar.


Fonte: GE/Por Thiago Lima/Belo Horizonte