quarta-feira, 28 de junho de 2017

Abalado com lesão, Montillo deixa o Botafogo e cogita aposentadoria


Abatido com a dificuldade de ter sequência de jogos, jogador pede rescisão após quinta lesão na temporada. Sem retorno previsto, clube abre mão de seu maior investimento no ano





Montillo Botafogo x Coritiba (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)



Chegou ao fim, nesta quarta, a relação entre Montillo e Botafogo. Pouco mais de seis meses após se unirem cercados de expectativa, as partes se reuniram na sede de General Severiano para selar o acordo. Um divórcio amigável, mas que não deixa de ser frustrante. No encontro, o jogador, de 33 anos, deixou aberta a possibilidade de encerrar a carreira por conta das seguidas lesões.


Além do jogador e do empresário Sérgio Irigoitia, o encontro contou com a cúpula do futebol alvinegro. Fora do Rio de Janeiro, o presidente Carlos Eduardo Pereira não participou. Muito abalado com mais uma lesão muscular – a quinta em sua curta passagem pelo clube -, o argentino confidenciou à diretoria que não se sente no momento capaz de ajudar. Ele vai tirar um tempo para se tratar e avaliar a sequência da carreira. A aposentadoria é uma hipótese.


Montillo foi ao Estádio Nilton Santos na manhã deste quarta-feira e se despediu dos companheiros. Ele sequer foi examinado pelos médicos do clube. Estava decidido. Na saída, passou na Loja Oficial e comprou dez camisas. Seu empresário as buscaria no sábado.


- Não estarei mais aqui - confidenciou. A expectativa é que Montillo faça um pronunciamento para a imprensa nesta quinta-feira, no Nilton Santos.


Montillo voltou a sentir a panturrilha aos sete minutos da derrota para o Avaí, na segunda-feira. Era a primeira oportunidade como titular após quase três meses. Os detalhes da rescisão ainda não foram acertados, mas a tendência é que o Botafogo apenas pare de pagar os salários do argentino. Ele tinha acordo até o fim do ano.


Desde a antepenúltima lesão, em 2 de abril, contra o Resende, o argentino se mostrava muito incomodado com a situação. A pessoas próximas relatavas nunca ter enfrentado tantos problemas físicos.



Apresentação de Montillo, em janeiro, levou multidão a General Severiano (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)



Nova lesão abala o jogador


Depois de ter ficado apenas sete minutos em campo no jogo contra o Avaí, na última segunda-feira, no Nilton Santos, Montillo ficou desolado. Chegou a se arrumar e se dirigir para ir embora junto com seus familiares, mas foi buscado por dirigentes no estacionamento. O meia precisava voltar porque foi sorteado para o exame antidoping.


Por conta da terceira lesão seguida na panturrilha , há a suspeita de que seja um problema crônico. Na última sequência em que desfalcou o time, Montillo lesionou a coxa no dia 2 de abril, contra o Resende. Durante a recuperação, machucou a panturrilha. No total, ficou mais de dois meses fora. Tempo suficiente para ser questionado em redes sociais por torcedores, que o o acusaram de "estar roubando" o Botafogo.


Incomodado, o argentino ofereceu devolver ao clube os salários de abril e maio, mas a diretoria não aceitou. O camisa 7 foi a maior contratação do clube para a temporada, mas depois de três temporadas no futebol chinês vem tendo dificuldades de adaptação ao calendário brasileiro e não conseguiu até o momento corresponder em campo.


Confira a nota oficial do Botafogo

O Botafogo de Futebol e Regatas informa que, após reunião realizada nesta quarta-feira, o meia Walter Montillo chegou a um acordo com o Clube e acertou sua saída, de forma amigável.


O atleta concederá entrevista coletiva nesta quinta-feira, a partir de 12h30, no Estádio Nilton Santos, com a presença do Vice-Presidente de Futebol do Botafogo Antônio Carlos Azeredo, para esclarecer a situação.


O Botafogo agradece a Montillo por todo o profissionalismo e dedicação durante sua passagem pelo Clube.


Botafogo de Futebol e Regatas


*Colaborou Thiago Franklin, do blog "Um Facho de Luz"



Fonte: GE/Por Marcelo Baltar, Thiago Lima e André Gallindo, Rio de Janeiro