quinta-feira, 22 de junho de 2017

Marcos Vinícius se põe à disposição como atacante e prevê estreia com Corinthians


Envolvido na troca de Sassá com o Cruzeiro, meia é apresentado no Botafogo, avisa que lesões ficaram para trás, elogia elenco e diz que vai "trabalhar quietinho" em busca de espaço





Marcos Vinícius foi apresentado e vestiu pela primeira vez a camisa de jogo (Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)


Treinando há duas semanas no Botafogo, Marcos Vinícius enfim foi apresentado na noite desta quinta-feira, no Nilton Santos. O segundo reforço do clube para o segundo semestre recebeu a camisa alvinegra do gerente de futebol, Antônio Lopes, após o jogo-treino contra a Portuguesa-RJ no campo anexo do estádio. Tímido, o meia de 22 anos faz o estilo "mineirinho" de comer quieto depois de três temporadas em Belo Horizonte. Elogiou o elenco, deixou as lesões no passado, se colocou à disposição para jogar até como atacante de lado se precisar e previu a estreia para o dia 2 de julho, contra o Corinthians em São Paulo.


– Fizeram uma programação para mim, para melhorar a parte física. Vou estar apto para o dia 2, estou me sentindo bem. Só pego ritmo jogando – afirmou o meia, que enquanto não chegam atacantes pode aproveitar a carência de peças do setor ofensivo.


– Joguei já como atacante fazendo beirada, não tem problema nenhum. Estou à disposição.



Meia participou do segundo tempo do jogo-treino contra a Portuguesa-RJ (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)


Responsável pela apresentação de Marcos Vinícius, Lopes disse que a diretoria está apostando alto em um bom rendimento do jovem, que assinou contrato por três anos em General Severiano.


– Todos vocês já conhecem, vem treinando conosco, entrou na transação com o Sassá, acredito que o Botafogo fez uma boa contratação. Conhecemos esse jogador há algum tempo, teve passagem boa do Cruzeiro, jogou pelo Náutico também. Estamos fazendo muita fé nesse jogador.


Confira outros trechos da entrevista com Marcos Vinícius:



PAPO COM JAIR

Conversei com Jair, nos dias antes de eu vir ele me ligou, fiquei feliz de ter recebido a ligação dele, foi fundamental para eu vir. Vou trabalhar quietinho, como sempre fiz, quando a oportunidade surgir vou estar pronto. Seja por fora ou por dentro também, já fiz no Cruzeiro.


ELENCO
O elenco é qualificado, tem Montillo, Camilo... Tenho que respeitar meus companheiros, quando precisar de mim vou estar preparado.


TIME DO BOTAFOGO
Time está encaixado, certinho, tem forma de jogar. Tem humildade para marcar, e quando tem a bola é perigoso no contra-ataque. Não pode mudar.


ADAPTAÇÃO
Ambiente com time ganhando, bem nas competições, facilita na adaptação. Grupo me recebeu muito bem.


LESÕES
Já passou as lesões que tive, foi momento infeliz. No Náutico fiquei 4 anos e não tive lesão muscular, no Cruzeiro comecei a ter. Estão fazendo trabalho especial comigo.


TIMIDEZ
Sou, deu para perceber, né (risos).


LIBERTADORES

Expectativa muito boa. Todo jogador quer jogar essa competição. Tenho que trabalhar para isso no dia a dia, mostrar que tenho potencial para ajudar o Botafogo.


Fonte: GE/Por Thiago Lima, Rio de Janeiro