terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Após reunião, Jefferson fica mais longe do Botafogo


Sem perspectivas financeiras, diretoria acaba por não apresentar projeto para sanar dívida. Empresário se diz aberto a ouvir propostas de outros clubes





Futuro de Jefferson pode estar mais distante do
Botafogo (Foto: Vitor Silva / SSpress)
A permanência de Jefferson é tratada como prioridade pelo Botafogo. Mas nesta terça-feira os representantes do goleiro deixaram a reunião com a diretoria sem terem ouvido qualquer proposta relativa a planejamento futuro ou planos de acerto da dívida com o jogador, que chega a R$ 2 milhões. Com todas as receitas bloqueadas, o clube se vê ainda sem perspectivas de investimento.

Jefferson tem contrato com o Botafogo até dezembro de 2015 e sempre deixou claro o desejo de encerrar a carreira no clube. Ao mesmo tempo, avisou que sua permanência dependeria da questão financeira e das perspectivas de montagem do time para a próxima temporada. Como nenhuma dessas questões foram esclarecidas, o futuro do ídolo está oficialmente em aberto a partir de agora.

- Até o momento não conversamos com outros clubes. Mas como gestor da carreira do Jefferson, após uma reunião em que não houve consenso, não posso me furtar em escutar eventuais propostas. É algo natural do mercado. Hoje esperávamos algo mais concreto vindo do Botafogo - explicou Gerson Sá, que representou o fundo MFD, que gerencia o camisa 1, na reunião com a diretoria alvinegra.

Renovação de André Bahia será discutida na segunda-feira

O empresário, entretanto, mostrou que há boa vontade de Jefferson em permanecer e aguardar a movimentação da diretoria por entender que o Botafogo enfrenta uma grave crise financeira.

- Entendemos que a situação do Botafogo é delicada e acredito que todos os esforços serão feitos para que o Jefferson fique. Ele não quer sair do Botafogo. Mas hoje não foi apresentado absolutamente nada em relação ao passado ou ao futuro - frisou.

Um outro assunto da reunião foi André Bahia, que tem a carreira gerenciada pela mesma empresa. Foi apresentada à diretoria um documento de intenção de renovação, formulado pela gestão anterior, e o Botafogo reforçou o desejo da permanência do zagueiro. Entretanto, o clube pediu até segunda-feira para dizer se confirma ou não os termos do documento, que já incluem salário e tempo de contrato.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE