quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Botafogo quer contratar diretor-executivo e ao menos 6 reforços até janeiro



René Simões, técnico de futebol e comentarista
 da Fox Sports Divulgação/Fox Sports
Em corrida contra o tempo para organizar o Botafogo até o retorno das férias dos jogadores, a nova diretoria do clube tem o tempo como mais um inimigo. O Alvinegro deixou etapa de dispensas para trás e começa a vislumbrar as possibilidades que tem para montar o elenco para a temporada 2015. Após anunciar René Simões como técnico nesta terça-feira, os cartolas planejam fechar com um diretor executivo de futebol e contratar aos menos seis reforços até 5 de janeiro.

O prazo é curto para a quantidade de trabalho, mas a diretoria alvinegra traça meta de ter todas estas definições até o dia estipulado para que os jogadores do atual elenco se reapresentem.

O cargo de diretor executivo ainda é uma incógnita. Anderson Barros foi sondado, mas não acertou e foi parar no Vitória. Existe a possibilidade de o Botafogo optar por assegurar um gerente de futebol, com menos poder, mas influente na montagem do time. Tal decisão é importante, já que freia conversas importantes quanto ao elenco a ser montado na próxima temporada.

Renê Simões e o diretor a ser definido terão a missão de reformular um elenco desfigurado. No momento, o técnico tem 28 atletas à disposição após a saída de 20 jogadores após o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. As últimas baixas foram o volante Gabriel o o meia Daniel, que pediram rescisão de seus contratos na Justiça.

Ainda que tenha poucas alternativas, o Botafogo irá estudar os nomes que serão aproveitados em 2015. Com a ajuda do diretor de futebol e a cúpula do Botafogo, o treinador terá que decidir se aproveitará 16 jogadores ainda incertos: Renan, Gilberto, Dankler, Matheus Menezes, Lima, Renan Lemos, Guilherme, Fabiano, Dedé, Sidney, Gegê, Lucas Zen, Jeferson Paulista, Octávio, Henrique e Sassá.

Diante de dúvidas quanto ao aproveitamento de jovens da base e outros jogadores que foram emprestados em 2014, o Botafogo faz previsão da necessidade de acertar com seis reforços, no mínimo. Um zagueiro, um lateral-esquerdo, dois meias e dois atacantes estão na mira. A dificuldade financeira surge como outro obstáculo, além do tempo...

Bernardo Gentile
Do UOL, no Rio de Janeiro