sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Técnico, diretor, reforços? Botafogo tem outra prioridade e atrasa planos



Jefferson (centro) é homenageado ao lado de Rabelo (esquerda) e Andrey (direita)Instagram/Botafogo


Rebaixado para a segunda divisão, o Botafogo ainda não começou o planejamento da próxima temporada. O técnico Vagner Mancini ainda não sabe se permanecerá no clube em 2015, mesma situação do diretor de futebol Wilson Gottardo. Reforços? O assunto sequer tem sido discutido internamente. A prioridade do Alvinegro é só uma: resolver suas penhoras para ter as receitas desbloqueadas.

Essa é a principal missão do Botafogo. Para que isso ocorra, o presidente Caros Eduardo Pereira trabalha em duas frentes. A primeira é a volta ao Ato Trabalhista. A previsão é que isso ocorra em 2015 e representará um alívio nas verbas bloqueadas. Com o ato, os credores voltam a uma fila e o Alvinegro tem a obrigação de pagar.

A outra é o Refis. O Botafogo aderiu ao programa que ajuda o clube a pagar parte da sua dívida com a Receita Federal parcelando o débito com a União. São cinco parcelas de aproximadamente R$ 2,5 milhões e o Alvinegro já pagou duas, mas perdeu o prazo da terceira, de R$ 4 milhões – tem até o dia 30 para resolver a pendência.

Para essa quantia, o Botafogo tenta desbloquear uma quantia de aproximadamente R$ 8 milhões que já está retida na Receita Federal. Caso isso seja feito, o Alvinegro pagará de uma vez duas parcelas para mostrar boa vontade com o Governo.

Além disso, a nova diretoria foi pega de surpresa com a notícia que o Botafogo terá que pagar três parcelas da dívida com a Timemania – cada uma delas é no valor de R$ 400 mil. Se não quitar os cerca de R$ 1,2 milhão até o dia 11 de dezembro, os problemas financeiros do Alvinegro aumentarão ainda mais.

Em meio a tudo isso, o Botafogo tenta renovar sua imagem, que ficou completamente comprometida após a gestão de Maurício Assumpção. Alguns dirigentes do Alvinegro revelam que são até mesmo olhado com certo preconceito quando foram ao Governo iniciar uma aproximação.

Oficialmente, o Botafogo diz que espera o fim da atual temporada para tomar algumas atitudes, como definir treinador e diretor entre outras coisas. O Alvinegro encerra 2014 neste domingo, quando medirá forças com o Atlético-MG, em Brasília.

Bernardo Gentile
Do UOL, no Rio de Janeiro