sábado, 24 de janeiro de 2015

Com portões fechados, Bota enfrenta time de Cuca na volta ao Engenhão


Após 22 meses, Alvinegro retorna ao estádio, mas ainda não terá o apoio da torcida. Será o primeiro teste do time de René, que terá sete reforços entre os titulares



O Botafogo está voltando para casa. Um lar inacabado, ainda impróprio para receber visitas, mas ainda um lar. Após 22 meses perambulando por estádios de todo país, o Alvinegro reencontra neste sábado, às 17h, com portões fechados, o Engenhão. O adversário será o Shandong Luneng, time chinês comandado por Cuca, que conta com nomes conhecidos dos brasileiros, como Montillo, Vágner Love e Diego Tardelli.

O Botafogo volta para casa neste sábado, contra o Shandong (Foto: Fábio Lima)

A torcida alvinegra, no entanto, terá de esperar. O reencontro com o Engenhão estava previsto para este sábado. No entanto, por conta do acumulo de entulhos no entorno, clube e Prefeitura do Rio de Janeiro decidiram adiar a reabertura. O estádio será reaberto apenas no dia 7 de fevereiro, contra o Bonsucesso, pela 3ª rodada do Campeonato Carioca.

Será também o primeiro teste do novo Botafogo de René Simões. Muito reformulado, o Alvinegro terá entre os titulares apenas três jogadores que participaram da campanha do rebaixamento: Jefferson, Marcelo Mattos e Gegê. O time que vai a campo neste sábado conta com sete reforços, além de Gilberto, que retorna de empréstimo ao Inter. A equipe está escalada com Jefferson, Gilberto, Roger Carvalho, Renan Fonseca, Carletto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Diego Jardel e Gegê; Rodrigo Pimpão e Bill.

- Fazer um jogo internacional é sempre bom, ainda mais contra um time que tem jogadores qualificados como Aloísio, Love, Montillo... tomara que o Diego Tardelli jogue – disse o técnico René Simões.

Antes da partida, O Botafogo se preparou durante 13 dias no Centro de Formação de Atletas (Cefat), em Várzea das Moças, Niterói. No local, o grupo trabalhou intensamente a parte física para ter gás para a desgastante temporada. René Simões, porém, também arregaçou as mangas e começou a montar o time que terá a missão de resgatar o orgulho dos alvinegros. Foram dois jogos-treino: derrota por 1 a 0 para o Gonçalense, e vitória por 2 a 0 sobre o Barra Mansa, na última quarta-feira, com gols de Bill e Sassá.

Presente na abertura, Cuca também reencontra o Engenhão

O Botafogo não será o único a reencontrar o Engenhão neste sábado. Técnico no primeiro jogo do Alvinegro no estádio, no clássico contra o Fluminense, em 2007, Cuca estará do lado adversário desta vez. O treinador do Shandong tem boas lembranças do local.

Cuca é muito querido pelos botafoguenses (Foto: Fabio Lima)
- Me sinto bem aqui. Lembro do primeiro jogo, o clássico contra o Fluminense, 22 mil pessoas de cada lado. O Alex Dias fez um gol, e o Dodô marcou dois. São lembranças muito boas. Não me lembro de ter perdido no Engenhão – disse Cuca, que voltou ao estádio nesta sexta para comandar o treino de reconhecimento do Shandong.

O ex-treinador alvinegro, porém, não é a única atração do clube chinês. Na mira do Flamengo, o argentino Montillo é uma delas. A outra pode ser a estreia de Diego Tardelli, atacante titular da seleção brasileira.

O Engenhão está fechado desde março de 2013. Por conta de problemas na cobertura, a Prefeitura do Rio de Janeiro interditou o local para reformas. Longe de casa, o Botafogo passou por vários estádios e acumulou prejuízos financeiros e técnicos que culminaram no rebaixamento para a Série B, no fim da temporada passada. De volta ao lar, o Alvinegro espera reencontrar o prumo e iniciar a caminhada de volta à elite do futebol brasileiro.

Por Marcelo Baltar Rio de Janeiro/GE