sexta-feira, 29 de maio de 2015

Botafogo recebe Vitória para manter invencibilidade jogando no RJ


Da Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)



O Botafogo recebe o Vitória neste sábado, às 16h30 (de Brasília), no Rio de Janeiro (RJ), pela quarta rodada da Série B do Brasileiro buscando defender a invencibilidade. O Glorioso, que vem de empate sem gols com o Atlético-GO, soma sete pontos e defende a permanência no G-4, a zona de classificação para a elite do futebol nacional. O Rubro-negro baiano, porém, vem embalado pela goleada de 4 a 1 para o Bragantino, tem apenas um ponto a menos que os botafoguenses e também pretende entrar no pelotão de frente.

René Simões, técnico do Botafogo, destacou a importância do confronto deste sábado para a sua equipe em termos de tabela de classificação. “O Botafogo precisa da vitória nesta partida e acredito que temos condições de conseguir fazer o resultado, mesmo respeitando demais o adversário, que tem uma boa equipe. Ganhar como dono da casa dita o ritmo que o time segue dentro da competição, já que valoriza o que conseguirmos como visitante”, disse René.

Apesar de os botafoguenses reconhecerem que a vitória é fundamental, eles ligaram o sinal de alerta em relação ao adversário por conta da goleada que os baianos aplicaram no Bragantino. “O Botafogo está consciente de que a Série B é uma competição muito complicada, pois é longa e desgastante e também tem rivais de muita qualidade. É o caso do Vitória, que vamos enfrentar neste sábado e que vai nos criar muitas dificuldades”, ponderou o lateral Gilberto.

Titular do lado direito do campo, o jogador projeta um jogo complicado. “Precisamos encontrar uma maneira de atingirmos o nosso objetivo. O nosso adversário vem de duas vitórias consecutivas e cresceu na competição. O Botafogo também tem as suas metas e isso torna a partida deste sábado muito complicada. Mas estamos nos preparando para ela e a minha expectativa é a de fazermos um bom jogo”, analisou.

Divulgação/Botafogo F. R.
Antes de defender Seleção na Copa América, Jefferson defenderá Botafogo diante do Vitória
Se o Botafogo espera complicações, na visão dos baianos o prognóstico dos alvinegros vai se concretizar. Isso porque eles prometem que não vão se intimidar na casa do rival. “O Vitória precisa também do resultado e sabemos que representaria muito derrotar o Botafogo. Por isso vamos ter uma boa postura, atitude e seremos ousados, não abdicando em nenhum momento da vontade de ganhar”, avisou o técnico Wesley Carvalho.

Em termos de escalação, o Botafogo terá novidades. O lateral esquerdo Carleto, preservado no empate com o Atlético-GO, reaparece na vaga de Pedro Rosa, enquanto que o volante Marcelo Mattos, recuperado de dores na perna direita, ganha o posto de Camacho. Por fim, Lulinha deixa a equipe para o retorno do atacante Rodrigo Pimpão, que cumpriu suspensão contra os goianos. Daniel Carvalho deve dividir a responsabilidade na armação com Elvis.

No Vitória, Wesley Carvalho fará mudanças em relação ao time que goleou o Bragantino. O meia argentino Escudero, com dores na coxa direita, fica de fora, cedendo a vaga a Pedro Ken, que teve a sua documentação regularizada na CBF e poderá estrear.

Divulgação/E. C. Vitória
Técnico banca entrada de Rogério, ex-Botafogo, no ataque do Vitória para ir ao Rio de Janeiro

O zagueiro Maracás, com uma pubalgia, e o volante Luiz Gustavo, com dores na coxa direita, também ficam de fora. Edinei e Amaral, respectivamente, serão os substitutos. O atacante Vander foi barrado e Rogério ganha uma oportunidade, com o objetivo de tornar o time mais rápido.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-RJ X VITÓRIA-BA


Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 30 de maio de 2015 (Sábado)
Horário: 16h30(de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Herman Brumel Vani e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (ambos de SP)

BOTAFOGO: Jéfferson, Gilberto, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Marcelo Mattos, Willian Arão, Daniel Carvalho e Elvis; Rodrigo Pimpão e Bill
Técnico: René Simões

VITÓRIA: Fernando Miguel, Diogo Mateus, Ramon, Edinei e Diego Renan; Amaral, Flávio e Pedro Ken; Rogério, Rhayner e Elton
Técnico: Wesley Carvalho