sábado, 20 de junho de 2015

Alheio a rumores de saída, Henrique busca sequência de jogos e gols


Com salário considerado alto, atacante pode ser negociado pelo Botafogo, mas segur em busca de espaço e tem desempenho elogiado por René Simões




Henrique em treino do Botafogo: atuações elogiadas
 por René Simões (Foto: Vitor Silva/SSPress)
Apesar da derrota para a Sérvia na final, na madrugada deste sábado, a campanha no Mundial Sub-20 da Nova Zelândia faz com que os jogadores da Seleção sejam mais valorizados e possam sonhar com uma carreira de sucesso. Artilheiro e melhor jogador na última vez em que o Brasil conquistou o torneio, em 2011, Henrique vive um momento complicado. Participa ativamente do dia a dia do Botafogo. Treina, faz gols pelo time reserva nos coletivos e é relacionado para as partidas. Mas a diretoria tenta negociá-lo. Isso porque ele tem um salário que é o dobro do teto estabelecido e que, segundo avaliação do clube, não está dentro da realidade alvinegra. Mas o atacante de 24 anos, que tem contrato até dezembro de 2016, prefere ficar alheio às especulações sobre seu futuro.

Diferentemente do que aconteceu com Marcelo Mattos, o Botafogo acredita que Henrique tem mercado e, por isso, não vê a rescisão como a melhor saída. Assim, pretende buscar a transferência do atacante que foi artilheiro e melhor jogador do Mundial Sub-20 de 2011, quando o Brasil conquistou o título.

- Em relação a esses rumores, pretendo cumprir meu contrato, fazer gols e colocar o Botafogo na Primeira Divisão, de onde ele nunca deveria ter saído - disse.

No caso de um empréstimo, o Botafogo poderia se beneficiar por aliviar sua folha de pagamento durante determinado período. Caso haja uma transferência em definitivo, o clube poderia também receber uma quantia. O Alvinegro detém 40% dos direitos econômicos de Henrique.

Mesmo tendo sido contratado em 2013, Henrique tem somente 45 partidas pelo Botafogo, com cinco gols marcados. Isso porque, além de nunca ter se firmado como titular, o atacante foi emprestado ao Bahia no Campeonato Brasileiro do ano passado. Na atual temporada ele atuou em cinco jogos e não marcou gols. Henrique chegou a ser afastado para treinar com o grupo dos atletas que não estavam nos planos de diretoria e comissão técnica. No entanto, foi reintegrado ao elenco principal algumas semanas depois por conta da necessidade de René Simões.

Em meio a uma temporada conturbada, Henrique ainda sonha retomar a forma que o fez aparecer internacionalmente, no Mundial Sub-20 de 2011.

- Preciso voltar a jogar e ter sequência. Com isso, vou voltar a fazer gols e a aparecer novamente - afirmou.

Enquanto a situação não é definida, René Simões observa, aproveita e elogia o atacante, que entrou no segundo tempo do empate em 1 a 1 com o Boa Esporte, no último sábado.

- O Henrique fez uma semana muito boa de treinos. Era a hora de dar uma chance a ele - explicou o treinador alvinegro.

Por GloboEsporte.com Rio de Janeiro/GE