quinta-feira, 9 de julho de 2015

Após pane, defesa do Botafogo se acerta e volta a ser a melhor da Série B


Nos treinos e com muita conversa, time muda postura tática defensiva depois da derrota para o Macaé e passa ileso nos jogos contra Sampaio Corrêa e Macaé



Talvez, lá na frente, no final do ano, o Botafogo olhe para trás e veja a derrota contra o Macaé, há dez dias, como um marco na campanha na Série B. Até então invicto, o time carioca sofreu um colapso e foi bombardeado no Estádio Cláudio Moacyr. Técnica e taticamente, o Alvinegro teve uma exibição desastrosa no primeiro tempo e perdeu a partida por 4 a 2. Desde então, muito papo e uma nova postura tática para evitar novas panes defensivas. Por enquanto, as mudanças vêm dando certo, e a defesa passou ilesa nos dois últimos jogos, contra Sampaio Corrêa e Ceará.

- O jogo contra o Macaé não "aconteceu" para nós. Não estávamos no nosso melhor, a equipe não se encontrou e não encaixamos a marcação. Depois daquele jogo, conversamos muito e passamos a nos posicionar melhor. A partir dali, tivemos um novo começo para a equipe na parte tática. Vem dando certo - comemorou o zagueiro Roger Carvalho.

Contra o Ceará, no Castelão, a defesa não deixou a bola passar e jogo ficou no 0 a 0 (Foto: Kiko Silva/Agência Diário)

Após a derrota em Macaé (veja os gols do jogo no vídeo abaixo), René Simões reconheceu que a equipe, inconscientemente, estava acomodada com a folga na liderança da Série B e cobrou uma nova postura. Nos treinos, na base da conversa, o time se acertou. Os sustos defensivos não acabaram - vide a partida contra o Ceará -, mas a bola parou de entrar.

- Conversamos muito depois daquele jogo e deu certo. Temos que continuar nessa pegada, e estamos evoluindo. Estamos buscando a perfeição para fazer bons jogos e, quem sabe, não sofrer gols - disse Roger.

Outro reforço importante na defesa alvinegra foi Jefferson. Após defender a seleção brasileira na Copa América, o goleiro retornou ao Botafogo e não sofreu gols nos jogos contra Sampaio Corrêa e Ceará. No Castelão, inclusive, ele foi o principal responsável pelo empate sem gol, com ao menos três grandes defesas.

- O Jefferson dispensa comentários, é goleiro da seleção brasileira e o nosso capitão. Sem dúvida, ele vem nos ajudando muito lá atrás - concluiu o camisa 2 do Botafogo.




E apesar dos quatro gols sofridos em Macaé, o Botafogo voltou a ter a melhor defesa da Série B. Em 11 rodadas, o clube carioca foi vazado sete vezes. Líder da competição, com 24 pontos, o time também tem o melhor ataque, ao lado do próprio Macaé. As duas equipes do Rio de Janeiro marcaram 21 gols, cada.

Por Marcelo BaltarAtibaia, SP/GE