sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Botafogo resolve pendências com a Caixa Econômica e acerta salários


Presidente afirma que greve dos bancários e outros trâmites burocráticos dificultaram a liberação de verbas




Carlos Eduardo Pereira, presidente do
Botafogo, confirma pagamento de salários
(Foto: Wagner Meier / Lancepress!)
Os jogadores do Botafogo ganharam uma motivação e tanto para o jogo contra Bragantino, amanhã, às 16h, no Estádio Nilton Santos. Depois de dez dias de atraso, a diretoria alvinegra acertou no início da noite da última quinta-feira os salários do elenco. O clube alvinegro aguardava apenas a liberação da Caixa Econômica Federal (CEF) da quantia de aproximadamente R$ 2,8 milhões para pagar os salários referentes ao mês de setembro para cerca de 400 funcionários, incluindo os jogadores e a comissão técnica.


Satisfeito por honrar os compromissos do clube, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, explicou o ocorrido.

– Alguns procedimentos internos e a greve na Caixa Econômica Federal dificultaram um pouco mais o pagamento. Mas o nosso departamento jurídico é excelente e conseguiu resolver tudo hoje (na última quinta-feira). Estará nas contas amanhã (nesta sexta-feira) – afirmou o presidente.


Nos últimos meses, o Botafogo tem encontrado dificuldades na liberação de valores pela Caixa Econômica Federal. A instituição tem cobrado do clube uma série de documentos para autorizar as transferências. O vice-presidente jurídico do Botafogo, Domingos Fleury, acredita que a experiência ruim da CEF com as gestões anteriores do clube alvinegro causaram esse nível de exigência para a liberações

– Infelizmente, após as últimas gestões o Botafogo ficou desmoralizado. Até reconstruirmos nossa credibilidade leva tempo e por isso estamos tendo esse tipo de resistência na liberação de verbas. Mas sem dúvidas estamos trabalhando para superar isso – disse Fleury.


Leia mais no LANCENET!