segunda-feira, 12 de outubro de 2015

No Dia das Crianças, Botafogo faz doação de brinquedos e treino tático





Em campo, Ricardo Gomes indica time que enfrentará o Bragantino, sábado. Daniel Carvalho e Fernandes, que estavam no DM, correm no gramado pela primeira vez




A segunda-feira começou com solidariedade no estádio Nilton Santos. Antes de iniciar o treino no campo anexo, os jogadores posaram para fotos com os brinquedos que serão doados à comunidade Vila Nova, em Oswaldo Cruz, Zona Norte do Rio de Janeiro. A ação é organizada pelo motorista Marcão. Ele e a mulher recebem a contribuição financeira dos atletas, compram os presentes e distribuem em ação na comunidade. De 200 a 300 são beneficiadas com a iniciativa.



Jogadores tiram foto com os brinquedos que serão doados a crianças (Foto: Jessica Mello/ GloboEsporte.com)


Em campo, o treino tático comandado por Ricardo Gomes deu pistas de qual equipe enfrentará o Bragantino, neste sábado, no Nilton Santos. Em campo reduzido, o time foi formado sem atletas de ataque - que treinaram em separado. Quem iniciou o trabalho foi: Diego, Renan Fonseca, Giaretta e Carleto; Lindoso, Arão, Tomas e Octavio.


Depois, o técnico realizou algumas mudanças, testando alternativas. Inicialmente, Luis Ricardo, que treinou pela primeira vez com o grupo após se recuperar de dores musculares, ocupou a vaga de Diego no time titular, e Diego Jardel foi utilizado no lugar de Octavio. Posteriormente, Camacho entrou no lugar de Lindoso.


De tênis, Daniel Carvalho correu pela primeira vez ao redor do campo (Foto: Jessica Mello/ GloboEsporte.com)



Outra novidade do treinamento ficou por conta das presenças de Daniel Carvalho e Fernandes. Com lesão na panturrilha e no joelho esquerdo, respectivamente, os atletas foram ao gramado pela primeira vez. Junto de Emerson, eles correram ao redor do campo e fizeram trabalho de transição com a preparação física.


O Botafogo volta a treinar nesta terça-feira. O próximo jogo é sábado, contra o Bragantino, às 16h (de Brasília), no Nilton Santos.



Por Jessica Mello Rio de Janeiro / GE