segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Luís Henrique: "sensação" para os ingleses e alvo dos italianos


Antes de início de Mundial Sub-17, atacante é assunto na Europa. Mãe admite sondagens, mas garante não ter recebido proposta oficial





Luís Henrique em treino da Seleção sub-17: clubes
europeus de olho no Mundial (Foto: Divulgação / CBF)
No próximo sábado, Luís Henrique vai disputar sua primeira partida no Mundial Sub-17 pela seleção brasileira. Mas antes disso já começa a dar o que falar na Europa. Depois de ser alvo de um clube italiano, que procurou diretamente o Botafogo, o atacante foi chamado de "sensação" e "garoto prodígio" pela imprensa da Inglaterra. Motivo: um possível interesse do Arsenal.


De acordo com o site Goal, Luís Henrique pode ser levado ao clube inglês por meio do empresário Kia Joorabchian. A notícia repercutiu nos meios de comunicação do Reino Unido, que mostraram expectativa pelo desempenho do centroavante do Botafogo no Mundial Sub-17.


Luís Henrique tem contrato com o Botafogo até o fim de 2017, e a multa rescisória estabelecida é de R$ 60 milhões. O Alvinegro é dono de 90% de seus direitos econômicos. Recentemente ele foi promovido aos profissionais em julho e recebeu um aumento salarial. O atacante está em processo de obtenção de passaporte italiano, o que facilitaria uma transferência para a Europa.


Além disso, um clube da Itália recentemente procurou diretamente o Botafogo, mostrando interesse na contratação de Luís Henrique. No entanto, as negociações ainda não avançaram. Mãe e procuradora do atacante, Tanara Farinhas admitiu o interesse dos estrangeiros, mas evitou entrar em detalhes.


- Atuar no futebol inglês é um sonho que o Luís Henrique já comentou. Mas no momento ele está focado no Mundial com a seleção brasileira e também no Botafogo. Ele tem contrato com o clube até o final de 2017, e se acontecer algo novo, todas as partes serão ouvidas. Por enquanto, não recebemos proposta oficial de clubes europeus, apenas sondagens - explicou.


Por coincidência, Luís Henrique tem uma certa ligação com o Arsenal. No fim de julho ele assinou contrato com a Puma, que fornece o material esportivo do clube inglês e do Botafogo. Na ocasião, a empresa promoveu um vídeo no qual o atacante francês Giroud, que atua no Arsenal, dá as boas-vindas ao jogador alvinegro. A diretoria do Botafogo afirma não ter sido procurada pelos ingleses ou pelos italianos.
 
Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE