quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Bota avança por Régis e faz propostas por volante do Equador e Ricardinho


Pedro Larrea e meias de Sport e Ceará estão na mira. Clube sonda zagueiro Réver, mas salário esfria interesse. Luisinho, Camilo e sul-americanos são outros alvos





Com acesso assegurado, o Botafogo intensifica a busca reforços para 2016. A lista de jogadores é extensa, e o clube estuda a viabilidade de alguns nomes. De olho no mercado sul-americano, a diretoria já apresentou proposta pelo volante equatoriano Pedro Larrea, da LDU de Loja. Além dele, o Alvinegro tem interesse nos meias Ricardinho, do Ceará, e Régis, do Sport.

A situação de Pedro Larrea é a mais encaminhada, e o Botafogo vê com otimismo um desfecho positivo nos próximos dias. Primeiro volante, o equatoriano foi campeão da Libertadores em 2008 com a LDU de Quito, contra o Fluminense, no Maracanã.

Além do título da Libertadores, Larrea, de 29 anos, disputou a decisão do Mundial de Clubes contra o Manchester United em 2008 e conquistou os títulos da Recopa Sul-Americana e Copa Sul-Americana, no ano seguinte. Neste ano, Larrea foi chamado pela primeira vez para a seleção equatoriana, que lidera as eliminatórias da América do Sul com 100% de aproveitamento.

Pedro Larrea, Régis e Ricardinho são alvos do Botafogo para a próxima temporada (Foto: GloboEsporte.com)

A situação de Regis é um pouco mais complicada. Nos últimos dias o clube intensificou os contatos pelo jogador, que faz um bom Campeonato Brasileiro, e avançou nas negociações. No entanto, apesar do interesse, os valores podem ser um impasse, até porque os direitos econômicos do meia são fatiados: 45% dos Sport, 40% do São Paulo e 15% de empresários.

Régis começou no São Paulo e passou por Paulista de Jundiaí, América-RN e Chapecoense. Neste ano, o Sport desembolsou aproximadamente R$ 2,5 milhões para adquirir 45% dos direitos federativos do atleta, que tem contrato até 2019. Daí a dificuldade na negociação, uma vez que o clube pernambucano, por ora, só aceitaria vendê-lo. Régis disputou 25 jogos e marcou três gols no Campeonato Brasileiro. Na briga por uma vaga na Libertadores, o Leão nega a negociação.

Outro nome que parece próximo é o de Ricardinho, do Ceará. O Botafogo já iniciou os contatos e dá a negociação como adiantada. O meia pode ser anunciado após a Série B. Uma eventual queda do Vozão para a Série C facilitaria na negociação. Ricardinho marcou oito gols na Série B.

Para a defesa, o Botafogo buscou informações sobre Rever, hoje na reserva do Inter. Os valores, no entanto, assustaram o clube e, por ora, a negociação está estagnada.

Inspirado pelo sucesso de Álvaro Navarro – artilheiro do time com nove gols na Série B -, o Botafogo vem explorando possibilidade no mercado sul-americano. Além de Pedro Larrea, o clube tenta o meia argentino Emiliano Vecchio e o atacante paraguaio Julián Benítez. Vecchio chegou a estar perto do clube, mas nos últimos dias o meia aumentou a pedida salarial. Outra possibilidade estrangeira para o ataque é Viatri, do Banfield, que foi oferecido.

No Brasil, o Botafogo procurou o meia Camilo, da Chapecoense, mas ainda não houve um acerto salarial. O clube também buscou informações sobre o lateral René, do Sport, mas os valores assustaram. Outro nome de interesse é o de Luisinho, destaque do Santa Cruz. Com 11 assistências, o meia é o principal garçom da Série B.


Por Gustavo Rotstein e Marcelo Baltar Rio de Janeiro/GE