segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Bota confirma treinos na sede e inicia mudança para General Severiano


Clube tem reunião nesta segunda com a Prefeitura para definir data de entrega do Nilton Santos. Equipamentos de treinos serão levados para a sede nos próximos dias



O futebol do Botafogo está de mudança. O clube começa nos próximos dias a levar os equipamentos de treino e musculação para a sede de General Severiano. O local vai abrigar as atividades do time profissional em 2016.

A volta dos treinos para General Severiano era uma promessa de campanha do presidente Carlos Eduardo Pereira. A entrega do Estádio Nilton Santos para a Prefeitura do Rio de Janeiro por conta dos Jogos Olímpicos acelerou o processo. Nesta segunda, o Botafogo tem uma reunião com a Prefeitura para definir a data de entrega. O Engenhão abrigou os treinos da equipe profissional nas últimas temporadas.

- Os treinos serão em General Severiano e, às vezes, no Caio Martins. Refizemos todo o gramado, drenagem, irrigação... está tudo pronto. Mais um compromisso que a gente consegue realizar – comemorou o presidente Carlos Eduardo Pereira. 

Gramado de General Severiano durante a reforma (Foto: Divulgação)
O elenco do Botafogo se reapresenta em 4 de janeiro e fará, em General Severiano, a primeira semana de pré-temporada, voltada a exames clínicos e físicos. No dia 11, o grupo viaja para Domingos Martins, na região serrana do Espírito Santo, onde ficará até o dia 23, em um hotel fazenda. Na volta, os treinos serão novamente na sede alvinegra.

Gramado natural

General Severiano passou a ser polêmica no Botafogo no ano passado, quando a diretoria, ainda sob o comando de Maurício Assumpção, decidiu retirar a grama natural e substituir pela sintética. Na ocasião, foi assinado um contrato com uma empresa que ficaria responsável por transformar o espaço em uma área de lazer, com bares e possibilidade de aluguel para peladas, além da utilização das escolinhas do clube.


Um grupo de conselheiros contestou a medida e chegou a acionar Maurício Assumpção na Justiça. O então presidente rompeu o contrato com a empresa, e durante as eleições presidenciais, a chapa de Carlos Eduardo Pereira garantiu que o gramado natural voltaria a General Severiano. A promessa foi cumprida, e as categorias de base voltaram a treinar no local em outubro.

Clube procurou o CFZ

Sem o Nilton Santos, o Botafogo procura outro campo para servir de opção de treinos. Além de General Severiano, existe a possibilidade de o time profissional, vez por outra, treinar em Caio Martins, que também teve seu gramado revitalizado. O clube chegou a cogitar alugar o CFZ (Centro de Futebol do Zico), no Recreio, mas os valores inviabilizaram o negócio.

- O (Antônio) Lopes fez uma sondagem. Seria bom pela logística, uma vez que a maioria dos jogadores mora na Barra. Mas os valores são muito altos – disse Carlos Eduardo Pereira.


Por Marcelo Baltar Rio de Janeiro/GE