segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Por Arão, presidente do Bota externa decepção com Eduardo Bandeira


Carlos Eduardo Pereira diz que atitude do atleta não o surpreende, mas lamenta postura do Flamengo: "Será levada em conta no futuro da relação dos clubes"




Há tempos Willian Arão tinha um acordo verbal com o Flamengo, mas o clube, até então, nunca havia se pronunciado sobre o assunto. Até a noite desta segunda-feira, quando anunciou oficialmente a contratação do jogador por três anos. Fato que deixou o Botafogo chateado, uma vez que o Alvinegro enfrenta uma disputa judicial com o jogador.

- O sentimento é de decepção com o presidente Eduardo Bandeira. Ele teve várias oportunidades de tratar pessoalmente esse assunto comigo, mas optou por não fazer. Na ética dos negócios, eu esperava um outro comportamento do Flamengo. É uma decepção que certamente será levada em conta no futuro da relação dos clubes – lamentou o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira. 

Carlos Eduardo Pereira presidente do Botafogo (Foto: Vitor Silva / SSpress)

- Sinceramente, não estou decepcionado com o jogador. Nunca esperei nada dele, até pela postura dele e do pai (Flávio Arão, agente do atleta) durante as negociações. Nunca tive nenhuma relação pessoal com eles. Mas tenho com o presidente do Flamengo. Por isso a decepção.


O atleta e o Alvinegro não chegaram a um consenso sobre a recisão do contrato, uma vez que o o volante precisou ir à justiça para se desvincular oficialmente do clube. O Botafogo ainda aguarda um posicionamento da Justiça do Trabalho para que sejam cumpridos os direitos e deveres de ambas as partes. Relembre o caso. Além disso, a novela ganhou ares de emoção, quando o clube chegou a depositar 400 mil reais na conta de Arão, que devolveu a quantia por estar "muito decepcionado" com a diretoria do do Botafogo.


Por Marcelo Baltar Rio de Janeiro/GE