sábado, 23 de janeiro de 2016

La U não libera, Canales fica longe, e Botafogo deve buscar outro atacante


Em encontro neste sábado, empresário do chileno ouve de dirigentes da Univesidad de Chile que o clube não vai liberá-lo. Alvinegro segue à procura de um camisa 9




O Botafogo terá de procurar um outro alvo para o ataque. Em encontro neste sábado com o empresário de Gustavo Canales, dirigentes da Universidad de Chile comunicaram que não há o interesse em negociar o atacante.

Com contratado até metade de 2017, Gustavo Canales gostou da proposta enviada pelo Botafogo nesta semana e gostaria de jogar no futebol brasileiro. De acordo com a rádio chilena “LaUradio”, Canales viria para o Brasil para receber o dobro do que ganha atualmente. Porém, a Universidad de Chile quer manter seu centroavante, especialmente com o fechamento da janela de transferências no país, o que impediria o clube de contratar um substituto. Canales acatou a decisão.

- A Universidad de Chile me comunicou hoje que não quer a saída de Canales. Ele não vai para o Botafogo e fica na La U – lamentou Marcelo Rodríguez, empresário do jogador.

Gustavo Canales (dir.) ficou mais longe do Botafogo (Foto: Reuters)


O Botafogo ainda não foi comunicado sobre a recusa do clube chileno e aguarda uma posição da La U e dos representantes de Canales. De qualquer forma, o clube deve intensificar nesta semana a busca por outros nomes para o ataque no mercado sul-americano.

- Ainda não fomos avisados pelo empresário do jogador. Mas já observamos outros nomes e seguimos a nossa busca por um centroavante - disse o presidente Carlos Eduardo Pereira.

Antes da oferta pelo chileno Gustavo Canales, o Botafogo observava um atacante uruguaio e outro argentino. Os nomes, porém, foram mantidos em sigilo. Ricardo Gomes quer um centroavante experiente para o ataque, uma vez que ele conta, no momento, apenas com Neilton, Luís Henrique e Ribamar. O Botafogo já definiu que esse nome virá da América do Sul



Por Marcelo BaltarVitória, ES/GE