sábado, 23 de janeiro de 2016

Ricardo Gomes diz que resultado não importa: "Gostei menos da atuação"


Treinador, ao analisar derrota para Desportiva-ES em amistoso, entende que futebol apresentado poderia ser melhor, porém, alega trabalho intenso durante a semana







O Botafogo perdeu amistoso para a Desportiva-ES por 2 a 1. Porém, o resultado deste sábado, em Cariacica, no estádio Kleber de Andrade, não deixou Ricardo Gomes preocupado. Para o treinador, ele importa menos do que a atuação. Que, na avaliação dele, poderia ser melhor.


- Time estava muito sobrecarregado do trabalho da semana. Nosso adversário está trabalhando há dois meses. Isso, hoje, fez a diferença. O resultado não importa tanto. Gostei menos da atuação do primeiro tempo. O primeiro chute a gol foi aos 25 minutos. Isso é pouco, muito pouco - disse o comandante.
 
Ricardo Gomes observa derrota do Botafogo (Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)


Os dois gols da Desportiva-ES foram marcados por Willyan em dois lances parecidos: o zagueiro subiu mais do que a defesa após escanteio. Gegê descontou.


- Não vamos intensificar nada. O trabalho foi puxado. A marcação do nosso adversário estava perfeita no primeiro tempo. Com as mudanças, fizemos 15 minutos bons, mas caímos depois. Isso é normal. Estava tudo dentro da nossa programação. Está só começando. Tem muita coisa ainda para acontecer - completou Ricardo.


O Botafogo retorna ao Rio no domingo. É provável que dispute um jogo-treino durante a semana. A estreia no Carioca, dia 30, em Moça Bonita é diante do Bangu.


A íntegra da coletiva:

Lizio


É apenas o início do trabalho. Ele é um jogador de toque de bola. Isso torna o entrosamento mais complicado para ele. É muito mais difícil para ele, por exemplo, do que para um jogador como o Gervasio, que parece que estava no time há muito tempo. O Lizio precisa conhecer o meio de campo para entender o jogo, e a partir daí fazer a diferença. Ele não conhece os outros jogadores. O entrosamento vai demorar

Desfalques

Perdemos tempo, porque o Airton, que vinha treinando muito bem, não participou de nenhum dos dois jogos. O Gervasio, que foi poupado, jogou muito bem no jogo-treino na quarta-feira... Estamos entrando nos eixos. Mas não vai ser agora, não vai ser no próximo jogo. Isso demora um mês, um mês e meio para ser formatar e conseguir que a equipe jogue da forma que escolhermos.

Falhas defensivas

Precisamos trabalhar. Quando se está muito sobrecarregado no trabalho, a reação fica mais lenta. Foi o caso hoje. Os zagueiros demoraram a reagir nos dois gols, idênticos, com o mesmo jogador. Mas isso é trabalho.

Lado direito

A expectativa era essa. Não gostei só do desequilíbrio. Não fizemos o mesmo. A Desportiva entendeu o jogo. Houve um desequilíbrio. Há muita coisa ainda para acontecer.

Por Marcelo Baltar/Cariacica, ES/GE