sexta-feira, 11 de março de 2016

Bota obtém CND e fica livre para jogar campeonatos e negociar com a Caixa


Clube foi julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro na última semana e, por estar sem o documento, correu risco de ser excluído do Carioca




Tardou, mas não falhou. Depois de quase três meses esperando, o Botafogo obteve na noite desta sexta-feira a sua tão sonhada Certidão Negativa de Débitos (CND) do Ministério da Fazenda (veja na imagem abaixo), que permitirá ao Alvinegro jogar campeonatos sem precisar de liminar ou qualquer outro recurso judicial - as certidões passaram a ser pré-requisito para a disputa de qualquer competição no Brasil desde que a MP do Futebol foi sancionada em agosto do ano passado. Além disso, o documento que comprova que o clube está em dia com suas pendências fiscais deixa o caminho livre para a diretoria negociar com uma empresa estatal, como a Caixa Econômica Federal - a equipe está sem patrocinador master há um ano.

Certidão Negativa de Débitos do Botafogo (Foto: Reprodução)

- Foi uma boa surpresa até mesmo para nós, pois havia ficado acertado que depois que o Ministério da Fazenda detectasse internamente toda a legalidade, iria nos notificar para que apresentássemos o pedido pela CND. Acredito que eles verificaram a integridade dessa gestão, que é bem diferente da anterior, e se anteciparam nos enviando direto essa certidão. Isso é fantástico, desde 1993 o Botafogo não conseguia as CNDs. O que prova que houve nesses 23 anos negligências de pagamentos de impostas, recolhimento de fundo de garantias... Se acumulou um monte de problema que a gente conseguiu resolver em três meses, já que em janeiro fizemos a adesão ao Profut. Conseguimos arrumar essa desordem de 23 anos. A gestão do Carlos Eduardo (Pereira) é trabalho. Agora estamos em situação regular para jogar Carioca, Brasileiro, Copa do Brasil... E também buscar recursos de investimentos públicos - explicou o vice-presidente jurídico, Domingos Fleury.


Mais informações em instantes.

Por Thiago Lima/Rio de Janeiro/GE