segunda-feira, 18 de abril de 2016

Jefferson é fundamental para a tática "modesta" do Botafogo, diz Capita


Carlos Alberto Torres afirma que, sem o goleiro, estratégia de não sofrer gols seria impossível. Raphael Rezende critica Salgueiro como meia diante do Boavista




Já classificado para a semifinal do Campeonato Carioca, o Botafogo venceu o Boavista por 1 a 0, neste domingo, e terá pela frente o Fluminense, em busca de uma vaga na decisão do estadual (assista aos melhores momentos). Para o comentarista Carlos Alberto Torres, o Alvinegro tem um elenco modesto e, por isso, tem conseguido bons resultados na competição. No entanto, nada daria certo sem o goleiro Jefferson, na sua opinião.





- O Botafogo joga dentro daquela modéstia. Todo mundo sabe que não é um timaço, todo mundo no Botafogo sabe disso. Tenho certeza de que os jogadores estão conscientes desta modéstia técnica do time. Então, tem que seguir a orientação do Ricardo (Gomes, técnico). E o Ricardo armou o time contando com o goleiro. Se não tivesse um grande goleiro, como o Botafogo tem, não adiantaria montar aquele esqueminha para tomar um gol no máximo por partida. O Botafogo, dentro dessa sua modéstia, está conseguindo os resultados. O Botafogo tem consciência de que, para o Campeonato Brasileiro, tem que melhorar muito para não ser surpreendido de novo - disse o comentarista.


Jefferson é fundamental para esquema tático do Botafogo, diz Carlos Alberto Torres (Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)


Na opinião do comentarista Raphael Rezende, Ricardo Gomes cometeu um erro, ao escalar o uruguaio Salgueiro como meia, desmontando o sistema. No entanto, acredita que esta formação foi apenas um teste.


- O Ricardo Gomes cometeu um erro, e dava para falar em erro até previamente, e se confirmou em campo. Ele colocou o Salgueiro atrás de uma dupla de atacantes, para que o Salgueiro atuasse como armador e tivesse opções de passe. Só que ele perdeu a linha de quatro no meio de campo. E isso fez toda a diferença, na simplicidade e na segurança ao longo da temporada. O Botafogo não foi seguro, o Jefferson foi o melhor em campo. Mas, tudo bem, já estava classificado e estava buscando alguns testes. Só que foi um jogo abaixo do que o Botafogo já fez contra outros pequenos. O Botafogo, contra os pequenos, venceu todo mundo, mas em alguns jogos rendeu muito pouco. Quando tem que mandar no jogo, sofre bastante e, desta vez, desencaixou um pouco o sistema original do restante da temporada.


Botafogo e Fluminense já se enfrentaram duas vezes neste ano. O Alvinegro venceu a primeira por 2 a 0 e a segunda terminou em empate por 1 a 1.


Fonte: SporTV.com/Rio de Janeiro