domingo, 11 de setembro de 2016

Exterminador de tabu, Botafogo tenta tirar a quinta pedra do sapato em 2016


Depois de encerrar longos jejuns diante de Grêmio, São Paulo, Internacional e Sport, Alvinegro reencontra Cruzeiro, rival engasgado por goleada e maior jejum da Série A




O Botafogo versão 2016 sofre com a irregularidade, mas coloque um tabu em sua frente para tentar a sorte... Só neste Campeonato Brasileiro, o Alvinegro já encerrou quatro longos jejuns diante de Grêmio, São Paulo, Internacional e Sport (veja no quadro ao lado). E neste domingo, às 16h (de Brasília), no Mineirão, será a vez de buscar tirar mais uma pedra no sapato. Aliás, a maior atualmente entre os clubes da Série A: o Cruzeiro. O Bota não sabe o que é ganhar da Raposa desde o dia 1º de junho de 2013, quando venceu por 2 a 1 no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Além disso, o rival anda engasgado em General Severiano.


O Alvinegro perdeu os dois duelos que teve contra o Cruzeiro esse ano, sendo um deles uma goleada por 5 a 2 dentro da Arena Botafogo que praticamente eliminou os cariocas da Copa do Brasil – para seguir no torneio, o time de Jair Ventura terá que ganhar por quatro gols de diferença, ou por três desde que o placar seja igual ou maior que 6 a 3. Além disso, o confronto tendo o Mineirão como palco não traz boas recordações ao Bota: a última vitória sobre a Raposa no estádio foi há 19 anos, ou 12 jogos, quando virou para 3 a 2 no dia 1º de novembro de 1997.


Para mudar o roteiro no terceiro encontro em 2016, Jair Ventura aposta na boa fase alvinegra, com quatro vitórias nos últimos cinco jogos pelo Brasileiro, no faro de gol de Sassá, um dos artilheiros do Brasileirão, e também no mistério. O técnico não esboçou a escalação nas atividades da semana e fechou o último treino antes da viagem para Belo Horizonte. Mas a tendência é que a equipe não tenha muitas surpresas: as principais dúvidas são o substituto de Airton, machucado, e o companheiro de Carli na zaga, Emerson Silva ou Emerson, que também pode ser aproveitado como lateral-direito improvisado.

Provável escalação para enfrentar o Cruzeiro ainda tem dúvidas na zaga e na cabeça de área (Foto: Arte Esporte)

No retrospecto geral, computando todas as competições e amistosos, o Botafogo já enfrentou o Cruzeiro 84 vezes e tem grande desvantagem no confronto direto: foram 22 vitórias alvinegras contra 36 derrotas e 26 empates, tendo marcado 102 gols e sofrido 125.


CRUZEIRO X BOTAFOGO

Local: Mineirão, Belo Horizonte (RJ)
Data e horário: domingo, 16h (horário de Brasília)
Escalação provável: Sidão, Diego, Carli, Emerson Silva (Emerson) e Diogo Barbosa; Dierson (Victor Luis ou Bochecha), Bruno Silva, Dudu Cearense e Camilo; Neilton e Sassá
Desfalques: Jefferson, Lindoso, Luis Ricardo, Fernandes e Airton (DM)
Pendurados: Carli, Sassá, Airton, Fernandes, Renan Fonseca, Victor Luis e Aquino
Transmissão: TV Globo para MG (menos Belo Horizonte), RJ, ES, PB, PI, AM, RO, AC, AP, Santos-SP e Santarém-PA (com Luís Roberto, Juninho Pernambucano e Renato Marsiglia) e Premiere (com Rogério Corrêa e Bob Faria)
Arbitragem: Rafael Traci (PR) apita a partida e será auxiliado por Bruno Boschilia (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)


Fonte: GE/Por Thiago Lima/Belo Horizonte