quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Gatito revela que estudou cobradores do Olimpia, e Helton enaltece parceria


Destaques na classificação do Botafogo; goleiro paraguaio diz que sabia de cobrança no meio, e brasileiro lesionado agradece homenagem do amigo: "Satisfação enorme"




Gatito defendendo os três pênaltis do Olimpia, inclusive a cobrança no meio do gol de Mendoza (Foto: Reprodução)

Gatito surpreendeu toda a América do Sul ao defender três das quatro cobranças na disputa de pênalti com o Olimpia, do Paraguai, no Defensores del Chaco na última quarta-feira, que terminou com vitória do Botafogo por 3 a 1 e a vaga garantida na fase de grupos da Libertadores. Mas o que causou maior espanto foi a convicção do goleiro nas defesas, principalmente no chute de Mendoza, quando sequer tentou adivinhar o canto e esperou a batida no meio do gol. Ao desembarcar no Rio de Janeiro, o arqueiro paraguaio admitiu ter visto vídeos do rival.


– Já conhecia um pouco ele, tinha visto vídeo. No domingo anterior ele tinha feito um gol no meio mesmo, então esperei. Ele bateu muito forte, mas graças a Deus consegui tirar e ajudar meus companheiros, que também fizeram os gols. Bateram muito bem – afirmou o arqueiro, que na véspera da partida já havia defendido três pênaltis em treino, mas não lembrou os cobradores.


– Acho que foi um do Camilo e... Não estou lembrando, mas foram três (risos). 

Paraguaio voltou ao Brasil como herói da classificação alvinegra e dividiu méritos com Helton Leite (Foto: Thiago Lima)

Na comemoração após a classificação, o herói Gatito saiu driblando todo mundo pelo caminho até encontrar Helton Leite no banco e dar um abraço no companheiro, que foi o titular na partida até sair com uma lesão na coxa direita – ele ainda será reavaliado para saber a gravidade do problema. Na chegada ao Rio na manhã desta quinta, disse que a homenagem do companheiro o fez receber várias mensagens e exaltou o clima entre os jogadores do Botafogo.


– Muito mais fácil obter o crescimento quando tem uma disputa sadia, um ambiente onde todos se respeitam. Então fiquei muito satisfeito, muitas pessoas mandaram mensagens, não estavam nem falando do jogo, da lesão. Só falaram: "Caramba, que legal que o Gatito foi te abraçar no momento de maior alegria dele". Fiquei muito feliz porque estava ali, mas senti que ele estava concluindo o trabalho que comecei na partida e me deu uma satisfação enorme – analisou.

Lesionado, mas sorridente: Helton Leite enaltece clima positivo entre os jogadores do Botafogo (Foto: Thiago Lima)


E Gatito fez coro ao companheiro ao explicar a comemoração.


– Significa a unidade do grupo. Ele estava fazendo um grande jogo, mostrando segurança para o time. Eu também me senti um pouco por causa dele. Falei que é um grupo, normal, hoje sou eu, amanhã é ele. Futebol sempre dá voltas, todo mundo tem que estar bem e preparado.


O Botafogo se classificou para o Grupo 1 da Libertadores, onde estão Atlético Nacional, da Colômbia, atual campeão, o Estudiantes, da Argentina, e o Barcelo de Guayaquil, do Equador. A estreia do Alvinegro será no dia 14 de março, contra os argentinos no Estádio Nilton Santos. Clique aqui e confira a tabela completa da fase de grupos do torneio continental. Os jogadores ganharam folga até domingo e se reapresentam na segunda-feira.


Fonte: GE/Por Thiago Lima/Rio de Janeiro