sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Diretoria do Botafogo marca conversa com representantes do volante Gabriel


Após entrada na Justiça e pedido de rescisão, advogado revela contato dos dirigentes, e empresários do jogador estão dispostos a ouvir o que eles têm a dizer




Gabriel entrou na Justiça contra o Botafogo por
 atrasos salariais e de FGTS (Foto: Andre Durão)
A nova gestão do Botafogo tenta aparar arestas deixadas pela anterior e manter boa relação com os jogadores. O presidente Carlos Eduardo Pereira e o vice de futebol, Antonio Carlos Mantuano, se mostraram frustrados após Gabriel e Daniel entrarem na Justiça contra o clube e pedirem a rescisão de seus contratos por causa dos atrasos salariais e de FGTS. Mas os dirigentes querem um voto de confiança. Nesta sexta-feira, o advogado de Gabriel afirmou que a diretoria alvinegra propôs uma conversa na próxima semana, e os representantes do volante aceitaram o encontro.

O advogado Rui Fernando Almeida afirmou que Mantuano e Aníbal Rouxinol entraram em contato, mas disse não saber se a diretoria vai propor a retirada da ação na Justiça, um acordo para diminuir os prejuízos do Botafogo ou até mesmo a reintegração do jogador.

- Ainda não há nada definido, mas na semana que vem, em dia que ainda definiremos, eu e os representantes do Gabriel conversaremos com a diretoria do Botafogo. Não sei se eles vão propor a retirada da ação, ou algum acordo, mas vamos ouvir o que eles têm a dizer. Ainda não ouvi o Gabriel também, falaremos com ele - disse o advogado.

A saída de Gabriel foi lamentada pelo novo treinador, René Simões. Em sua apresentação, durante esta semana, o comandante ressaltou as qualidades do volante e disse que seria ótimo tê-lo no elenco para a disputa da temporada de 2015. O volante tinha contrato até 31 de dezembro do ano que vem.


Por Sofia Miranda*Rio de Janeiro*Sob supervisão de Leandro Canônico/GE