quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Bill e Alisson deixam de lado situação financeira e miram título da Série B


Atacante e zagueiro são apresentados, sonham com "ano maravilhoso" e dizem que problemas não serão usados como desculpas para possíveis resultados negativos



No dia em que o elenco alvinegro - com exceção de Jefferson - se reapresentou em General Severiano para o início da pré-temporada, os dois primeiros reforços foram apresentados pelo vice de futebol Antonio Carlos Mantuano e o gerente de futebol Antônio Lopes. São eles: o atacante Bill e o zagueiro Alisson. Um é veterano na profissão, de 31 anos. O outro está começando, com 21. Mas ambos têm o mesmo objetivo, que é o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro e a conquista do título da segunda divisão.

Bill, que atuou no Ceará no ano passado, comemorou a possibilidade de fazer uma dupla de sucesso com Pimpão, que assim como ele fez uma boa campanha na última edição da Série B, mas pelo América-RN.

- Ano passado eu vinha trabalhando muito forte, todo mundo viu, espero fazer o mesmo aqui no Botafogo. Estou muito feliz de estar aqui hoje. vai ser um grande ano, maravilhoso. O Pimpão é outro jogador que está chegando para ajudar, o Botafogo está de parabéns por estar contratando jogadores de qualidade. Estou feliz - disse Bill.

Alisson e Bill foram apresentados no Botafogo ao lado de Antônio Lopes, gerente de futebol, e Antônio Carlos Mantuano, vice-presidente de futebol do Botafogo. Jogadores chegaram com boas expectativas para temporada (Foto: Marcelo Baltar)
Alisson relembrou da responsabilidade que é vestir a camisa do Botafogo. O zagueiro foi contratado por empréstimo junto ao Paraná, por um ano, e se mostrou disposto a disputar a vaga de titular na defesa alvinegra.

- Responsabilidade é grande. Fico muito feliz de estar aqui, sei da pressão que tem, espero jogar, vim para jogar, mostrar meu trabalho, colocar o Botafogo na Série A do futebol brasileiro. Ainda não carimbei nenhum título. Começar com títulos e acesso à Série A seria maravilhoso. Eu acho que jogador também não pode chegar aqui com a cabeça para ser reserva, vou buscar meu espaço. Apesar de ser jovem, vou buscar meu trabalho, mostrar isso para o René Simões - afirmou o defensor.




Antonio Lopes frisou que, apesar de a escolha dos jogadores ter sido pautada pela situação financeira, o que mais pesou na decisão foi a qualidade do atacante e do zagueiro. O gerente ainda deu o palpite de que Bill deve ser o titular da equipe de René Simões. O técnico tem como opção para o setor ofensivo, além do ex-Ceará: Jobson, Murilo, Sassá, Henrique, Tássio e Pimpão.


- As contratações foram feitas também levando em consideração o problema salarial. Mas principalmente da qualidade do jogador. A gente faz análise, não se vale só de vídeo. O Bill fez, se não me engano, 24 gols na última temporada. É um artilheiro e precisávamos disso. Deve ser titular do René Simões - disse Antonio Lopes.

Bill foi enfático quanto à situação financeira. Os problemas não afetarão no trabalho durante a temporada.

- Vim porque é o Botafogo e vou continuar trabalhando.





Alisson disse que nada será usado como desculpa para eventuais resultados negativos, e que o time terá que se esforçar para obter êxitos na temporada.

- Isso não vai ser usado como desculpa para resultados negativos. Viemos para trabalhar e vamos tentar conquistar título.

Nesta quinta-feira, outros nomes que ainda não assinaram já treinaram com o grupo. São os casos dos defensores Diego Giaretta e Roger Carvalho, dos meias Elvis e Diego Jardel e dos atacantes Rodrigo Pimpão e Tássio. O lateral Carleto realizou exames em Niterói pela manhã e também está próximo. Por outro lado, a negociação com Guilherme Camacho esfriou e o acerto com o jogador ficou distante.


Por Marcelo Baltar e Sofia Miranda*Rio de Janeiro/GE