segunda-feira, 15 de junho de 2015

Willian Arão deixa futuro no Botafogo em aberto: “Foge da minha alçada”


Volante iniciou negociação para renovar, mas permanência na próxima temporada é incerta: “O que vai acontecer para frente fica para depois”





Willian Arão em coletiva nesta segunda-feira:
futuro indefinido (Foto: Marcelo Baltar)
O paulista Willian Arão teve um fim de semana tipicamente carioca. De folga, foi à praia, jogou futevôlei, levou a noiva ao cinema e saiu para jantar. Nesta segunda-feira, no entanto, foi a vez de falar sobre assuntos sérios. Na reapresentação do Botafogo no Estádio Nilton Santos, o volante teve que responder sobre as conversas para renovação de seu contrato e sobre o colega Marcelo Mattos, com quem o clube negocia a rescisão.


Um dos principais jogadores na temporada, Willian Arão tem contrato até o fim da Série B. Na quinta-feira passada, o gerente Antônio Lopes iniciou as negociações com o empresário Flávio Trivella. O jogador reiterou a vontade de seguir no clube, mas deixou o futuro em aberto.

- Estou com a cabeça bem tranquila, pensando no dia a dia, porque tenho contrato até o fim do ano e penso em cumpri-lo. O que acontecerá depois foge da minha alçada. Estou feliz aqui, e espero dar continuidade e ajudar o Botafogo a voltar ao lugar onde ele merece estar. Procuro não me envolver nisso. Estou focado no dia a dia do Botafogo, no próximo treino, no próximo jogo. O que vai acontecer para frente fica para depois. Se eu continuar fazendo um bom trabalho, propostas virão. Se meu futebol cair, não terá nenhum clube atrás de mim. Procuro fazer o meu trabalho no Botafogo para que eu possa ser valorizado e para que eu possa ter reconhecimento. Houve uma conversa (com o Botafogo), sentamos para conversar. Eles me chamaram, acredito que eles querem que eu permaneça. Estou muito feliz aqui e espero definir isso o mais rápido o possível - disse Willian Arão.


Marcelo Mattos

Outro assunto, ainda mais delicado, abordado com Willian Arão foi sobre a situação de seu companheiro de meio de campo, Marcelo Mattos. Na última semana, o volante contestou o fato de não ter recebido integralmente o salário de maio e criou um mal-estar. Na última sexta, o clube ofereceu uma proposta de rescisão ao empresário Carlos Leite. Nesta segunda, Marcelo Mattos foi ao Estádio Nilton Santos, mas não treinou em campo.

- Ele está aí, mas não toquei nesse assunto com ele. Acho que esse é um assunto muito particular dele com a diretoria. Conversamos sobre a folga de fim de semana. O Marcelo Mattos é um dos líderes do nosso grupo, mas nós não nos metemos nesse assunto.

O Botafogo volta a treinar na tarde desta terça-feira no Estádio Nilton Santos. Líder isolado da Série B, com 19 pontos, o time volta a campo na sexta, quando recebe o Boa Esporte, às 21h50, no Engenhão.

Por Marcelo Baltar Rio de Janeiro/GE