sexta-feira, 17 de julho de 2015

Bazallo e Navarro são os primeiros gringos da era Carlos Eduardo Pereira


Clube iniciou temporada sem estrangeiros pela primeira vez desde 2007




Bazallo (foto) e Navarro foram anunciados
pelo Fogão nesta quinta (Foto: Divugação)
Ao vestirem a camisa do Botafogo pela primeira vez, na tarde desta sexta-feira, Álvaro Navarro e Gonzalo Bazallo serão, oficialmente, os primeiros jogadores estrangeiros a serem contratados pela gestão de Carlos Eduardo Pereira. A honraria quase foi de Emiliano Alfaro, mas o atacante - também uruguaio - não conseguiu a liberação da Lazio (ITA).


Em 2015, o Alvinegro iniciou uma temporada pela primeira vez sem gringos desde 2007. No ano seguinte, chegaram o goleiro Castillo, o zagueiro Ferrero e os atacantes Escalada e Zárate. Apenas o arqueiro emplacou 2009.

Já em 2010, o centroavante Loco Abreu chegou ao lado de Herrera. A dupla foi a grande responsável pelo título estadual daquele ano. Em 2011, Arévalo Ríos se juntou a eles, mas saiu sem deixar saudades.


Em 2012, a maior estrela dentre os estrangeiros do Glorioso chegou: Seedorf. Além dele, Lodeiro também desembarcou em General Severiano. E apenas eles seguiram na temporada posterior, já que Loco e Herrera foram embora.

Sem o holandês, que se aposentou no início do ano passado, o Alvinegro contratou um pacotão de estrangeiros, pensando na Copa Libertadores. Chegaram Ferreyra, Bolatti, Zeballos e Risso. Nenhum deles emplacou, muito menos Ramírez, que foi contratado durante o Brasileirão.

ÍDOLOS GRINGOS RECENTES

Loco Abreu - Sem dúvidas, o maior ídolo do Botafogo depois da geração que conquistou o título brasileiro em 1995, capitaneada por Túlio Maravilha. Polêmico, afirmou que veio para derrotar o Flamengo, que foi tricampeão carioca em cima do Botafogo em 2007, 2008 e 2009. Cumpriu a profecia em 2010, com a famosa cavadinha na final da Taça Rio.

Seedorf - O holandês, consagrado no futebol europeu, veio ao Botafogo após despedir-se do Milan. Em General Severiano, conquistou o título estadual de 2013 e foi peça-chave na conquista da vaga para a Copa Libertadores do ano seguinte. O Alvinegro não disputava a competição desde 1996.

Lodeiro - Coadjuvante de Seedorf, foi tão importante quanto o holandês na conquista do Estadual. Chegou ao clube para seguir a linhagem de uruguaios que se iniciou com Loco Abreu. Foi negociado com o Corinthians e atualmente está no Boca Juniors (ARG).

Herrera - Assim como Lodeiro, era coadjuvante e fez gols importantes na campanha do Campeonato Estadual de 2010, ao lado de Loco Abreu.


Leia mais no LANCENET!