sexta-feira, 17 de julho de 2015

Venda de Gilberto à Fiorentina vai render R$ 1,7 milhão ao Botafogo


Dinheiro, a princípio, estaria comprometido com pagamento de empréstimo, mas clube não reconhece dívida da antiga gestão. Lateral vai assinar por cinco anos





Gilberto deixará o Botafogo após o Pan-Americano
de Toronto, no Canadá (Foto: Vitor Silva / SSPress)
A transferência de Gilberto para a Fiorentina vai render R$ 1,7 milhão aos cofres do Botafogo. Fechado na semana passada, o negócio total saiu por 1 milhão de euros (cerca de R$ 3,4 milhões), valor que será dividido entre o clube e o CFZ. Cada um possuí 50% dos direitos econômicos do lateral.

Gilberto tem contrato com o Botafogo até o final do ano e poderia assinar pré-contrato com outro clube e sair sem que o Alvinegro recebesse nada. Até por isso, a diretoria decidiu aceitar a proposta da Fiorentina, afinal, teria uma compensação financeira. O lateral, que está com a seleção brasileira nos Jogos Pan-Americanos, vai assinar contrato de cinco anos com os italianos.

Os direitos econômicos do Gilberto estão, em tese, comprometidos com credores do Botafogo por conta de um empréstimo de R$ 20 milhões junto à Odebrecht, contraído pelo clube no fim de 2013, na gestão do então presidente Maurício Assumpção. Nesse acordo, o Botafogo deu como garantia parte dos direitos econômicos de 88 jogadores, entre eles o de Gilberto.

A atual diretoria, no entanto, não reconhece essa dívida, porque julga que o acordo de empréstimo somente seria válido se fosse antes submetido ao Conselho Deliberativo, o que não ocorreu. Por ora, o dinheiro de Gilberto servirá para despesas do clube.

Em janeiro, Botafogo e MFD - grupo de investimento que detém os direitos de Gilberto - chegaram a falar sobre renovação, mas as conversas não avançaram. Nos últimos meses, mais duas propostas foram feitas. A última foi considerada "ótima" pelo lateral, mas a oferta da Fiorentina falou mais alto.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE