quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Presidente do Bota critica ausência de Fla e Flu em arbitral: "Preocupação"


Carlos Eduardo Pereira elogia novo regulamento do Carioca e manda recado para a dupla que está em guerra com a Ferj: "Não podemos ficar como crianças"




Carlos Eduardo Pereira participou da arbitral realizada
 nesta quinta (Foto: Chandy Teixeira/ Globoesporte.com)
O presidente do Botafogo Carlos Eduardo Pereira criticou a dupla de rivais Flamengo e Fluminense por não terem participado das discussões do Conselho Arbitral que decidiu o novo regulamento do Campeonato Carioca. O Flu sequer mandou representantes no encontro realizado nesta quinta-feira na sede da Federação do Rio, e o Fla assinou apenas a presença e não participou das votações.

De acordo com o mandatário alvinegro, a dupla de rivais mostra que perdeu a capacidade de diálogo e que um racha definitivo com a Ferj pode significar um enfraquecimento significativo do futebol do Rio. Flamengo e Fluminense cogitam a disputa de um torneio Sul-Minas.

- A gente vê com muita preocupação (a briga de Fla e Flu com a Ferj). Nunca podemos pensar em enfraquecer o Carioca. Repercute muito mal quando um clube do Rio de Janeiro pensa "virar" um clube de outro estado. Todos os dois, Flamengo e Fluminense, foram criados aqui. Não podemos deixar uma briga política sobrepor o seu compromisso com a cidade, com o estado do Rio de Janeiro. E também com a torcida. Colocar também uma equipe mais fraca no campeonato é um risco muito grande. É uma forma muito limitada de olhar e encarar o Campeonato Carioca. Temos que cuidá-lo e não perder a capacidade de diálogo. Não se pode perder a elegância de estar a mesa e discutir. Afinal, é o futebol profissional, não podemos ficar como crianças e não conversar. Nossa obrigação é institucional.

O presidente também elogiou o novo formato do Campeonato Carioca. O Botafogo, inclusive, fez parte do grupo de trabalho que propôs as mudanças no regulamento. Carlos Eduardo Pereira comentou também a manutenção do tamanho do campeonato com 19 datas.

- É uma coisa (número de datas) que você vai avaliar aos poucos. Nós estamos em um momento particular, um momento de transição que estamos na Série A. Vai depender muito desse número de jogos a função de remuneração da TV. Se conseguirmos avançar nisso, se torna positivo. Mas temos que pensar nos pequenos também. São clubes formadores, é preciso pensar no conjunto, ainda que represente um sacrifício dos outros - disse Carlos Eduardo Pereira.

O Botafogo caiu no Grupo B do Campeonato Carioca ao lado de Flamengo, Friburguense, Volta Redonda, Bonsucesso, Madureira, Tigres e América. A estreia acontece contra o Bangu, ainda sem local definido. A partida acontecerá no dia 30 ou 31 de janeiro.

Por Chandy Teixeira Rio de Janeiro/GE