segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

O 10 chegou! Lizio desembarca no Rio e elogia Botafogo: "Tem muita história"


Amigo de Marcelo Moreno, boliviano diz que pegou referência antes de aceitar oferta, fala que pode atuar no meio ou no ataque e se mostra ansioso para jogar Brasileirão






Estiloso, Damián Lizio chegou ansioso para defender
o Botafogo e disputar o Brasileiro (Foto: Thiago Lima)
O camisa 10 chegou! O dia que marcou o início dos trabalhos do Botafogo em 2016 teve só um dos quatro gringos contratados em General Severiano, que foi o zagueiro argentino Joel Carli, mas os outros estão aparecendo aos poucos. No fim da tarde desta segunda-feira, Damián Lizio desembarcou no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, após longa viagem desde Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com direito a escala em São Paulo. Pela primeira vez no Brasil, o meia argentino naturalizado boliviano mostrou estilo e personalidade. De bermuda, tênis branco e óculos escuros, ele driblou as dificuldades com o português e falou sobre sua expectativa de jogar o Campeonato Brasileiro, agradeceu o apoio que tem recebido dos alvinegros e mostrou conhecimento do Botafogo.


- É um clube que tem muita história, muito prestígio a nível internacional. Sei que nos últimos tempos não esteve tão bem, mas sei que está se levantando outra vez e que está em um bom caminho. Para mim, o Botafogo é um grande do Brasil, e é uma liga muito competitiva. Apesar de ter outras ofertas em outros países, creio que essa era a que mais me seduzia esportivamente, porque para mim é um desafio jogar em uma liga tão importante e em um clube com tanta história como o Botafogo - afirmou o reforço alvinegro, que admitiu ter poucas informações dos outros estrangeiros contratados.


- Os conheço de nome, mas agora terei tempo de conhecê-los bem.


Lizio chegou acompanhado por Fernando Bedoya, gerente de futebol do Bolívar, da Bolívia, clube pelo qual tem contrato até 2019 e será emprestado por um ano ao Botafogo, mas com opção de compra ao final da temporada. A presença do dirigente é sinal de que ainda falta definir os últimos detalhes da transação para assinar o contrato. Ele deve se apresentar em General Severiano nesta terça-feira e, se as pendências forem sanadas, no mesmo dia começar a treinar.

Quero agradecer o apoio (dos torcedores), espero cumprir com a expectativa que eles têm sobre mim e que juntos possamos alcançar grandes coisas para a equipe, todos os objetivos que o clube tem. Posso cumprir as duas funções (meia ou atacante), fiz ambas em minha equipe anterior e me sinto cômodo na criação e na definição"
Damián Lizio, reforço do Botafogo


Contratado para ser o camisa 10 do time de Ricardo Gomes, Lizio disse que pode jogar tanto no meio de campo quanto no ataque, apesar da baixa estatura para ser um homem de área. E agradeceu o apoio que vem recebendo nas redes sociais de alvinegros, que demonstram muita esperança no jogador boliviano.


- Quero agradecer o apoio (dos torcedores), espero cumprir com a expectativa que eles têm sobre mim e que juntos possamos alcançar grandes coisas para a equipe, todos os objetivos que o clube tem. Posso cumprir as duas funções (meia ou atacante), fiz ambas em minha equipe anterior e me sinto cômodo na criação e na definição.


Amigo de Marcelo Moreno, boliviano que mais brilhou no Brasil, Lizio conta que pegou referências com o compatriota antes de aceitar a oferta alvinegra e acredita que disputar o Campeonato Brasileiro vai ajudá-lo a se manter na seleção boliviana.


- Ele é muito meu amigo, ficou muito contente quando lhe disse que viria para o Botafogo e me deu recomendações. Disse que o Rio é um lugar muito lindo para viver e que vou estar muito bem. É um objetivo chegar o melhor possível às eliminatórias, depois à Copa América. Há muitas coisas boas pela seleção, e estar aqui vai me ajudar a ter um bom nível - avaliou.



Por Thiago Lima/Rio de Janeiro/GE