segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Insatisfeito com a falta de um projeto, Jefferson não se apresenta na quinta


Agente reclama do fato de diretoria não ter se manifestado sobre pagamento de dívida e plano de futuro para o goleiro. Presidente diz que o capitão é prioridade





Jefferson tem contrato até o fim de 2015
(Foto: Agência Getty Images)
Ao mesmo tempo em que se movimenta para a contratação de reforços, o Botafogo vê seu principal jogador ficar mais distante. Em comum acordo com a MFD, empresa que gerencia sua carreira, Jeffersondecidiu não se apresentar nesta quinta-feira. Seu retorno ao Alvinegro está condicionado a uma manifestação da diretoria sobre um plano de pagamento de salários atrasados e ao planejamento de seu futuro no clube.


Jefferson tem contrato com o Botafogo até o fim de 2015, mas sua permanência ocorrerá somente se for solucionada a questão de salários atrasados. O Alvinegro tem 10 meses de direitos de imagem em atraso, num total de mais de R$ 2 milhões. Nos últimos meses somente foram depositados 20% dos salários do goleiro, que impedem uma saída via ação na Justiça.

– Estamos até hoje aguardando o Botafogo se posicionar sobre a dívida e o projeto futuro para o Jefferson. Como isso não ocorreu, ele não se apresenta no dia 8. A não ser que o clube se manifeste numa data anterior a essa – confirmou Gerson Sá, um dos empresários do camisa 1.

Presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira mostrou conhecimento a respeito da situação e afirmou que está à espera da liberação das verbas penhoradas para se reunir com os agentes do atleta.

– Vou reiterar que o Jefferson é nossa prioridade. Assim que nossos recursos forem desbloqueados, vamos nos reunir com os representantes dele para buscar uma composição financeira e acertar a dívida e a renovação do contrato. Promessa eu não faço mais. Não depende mais do Botafogo, depende da Justiça do Trabalho.

Jefferson deixou claro seu desejo de permanecer no Botafogo e até de encerrar a carreira no clube. No entanto, avisou que precisava ouvir da diretoria propostas concretas relativas a passado e futuro. Até então, houve somente uma reunião entre seus agentes e dirigentes do clube, sem que houvesse a apresentação dos projetos. Atualmente o Botafogo busca investidores e aguarda a liberação de suas receitas na Justiça para mostrar seu projeto para o jogador da seleção brasileira. A ideia é que seja formalizado um novo contrato, válido até 2017.

Por Gustavo Rotstein e Marcelo Baltar Rio de Janeiro/GE