quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Luis Henrique canta parabéns ao Bota e anima torcida: "Me sinto honrado"


Atacante encerra atividade de aniversário de 111 anos do futebol alvinegro. Jogador passeia por General Severiano e pequenos torcedores gritam: "Aí, é o Luis Henrique!"



Luis Henrique assopra a velinha do bolo de
aniversário do Botafogo em General Severiano
 (Foto: Jessica Mello / GloboEsporte.com)
Luis Henrique teve um momento de celebridade na noite desta quarta-feira. Encerrando o evento de aniversário de 111 anos do futebol do Botafogo, o atacante passeou pela sede de General Severiano e ouviu muitos gritos, chamados, pedidos de fotos e autógrafos. Antes, o atleta cantou "parabéns a você" na loja oficial da sede e assoprou a velinha do bolo, ao lado da gandula Fernanda Maia. Tudo com a presença maciça do torcedor, que festejou junto e puxou o coro para o hino do clube.


- Me sinto muito honrado em estar fazendo parte deste tour, com ídolos do clube. É o clube que me abriu as portas. Então, nada mais justo do que eu estrear profissionalmente e seguir minha carreira no Botafogo. Estou muito feliz aqui, agradeço muito por tudo o que está acontecendo. E, com certeza, ainda vai acontecer muita coisa boa - falou.


Ao longo do dia, ídolos do Botafogo passaram por General Severiano. Amarildo, Roberto Miranda, Maurício 89 e Gonçalves fizeram tours com os torcedores. Passaram pelo espaço Túnel do Tempo, onde contaram parte da história do clube, seguindo para a sala de imprensa, onde bateram papo com os presentes, e encerrando na Sala de Troféus e na Sala de Camisas Históricas.


A Luis Henrique coube o momento do "feliz aniversário". Pouco antes do atleta chegar à loja, onde se encontrava o bolo e estava toda decorada com fitas e balões, o espaço já estava cheio de torcedores, que ocuparam todos os espaços assim que o atacante adentrou. Na sequência, sempre seguido pela torcida, Luis Henrique seguiu pelo Túnel do Tempo, mas apenas caminhou e não parou para dar explicações. 

Luis Henrique faz o tour pelo Túnel do Tempo em General Severiano (Foto: Jessica Mello)


Ao chegar na área externa da sede, onde há uma escolinha de futebol, houve momentos de euforia. Vários torcedores que não estavam na programação do tour correram para acompanhar. Pediram para tirar foto. As crianças que batiam bola interromperam a partida.


- Aí, é o Luis Henrique! É o Luis Henrique, gente! - disseram alguns.


O passeio encerrou na área de camisas históricas. Lá, atendeu a todos os torcedores. Houve tempo para bater fotos e várias selfies. Uma, inclusive, de todo o grupo.


Ao término do evento, ao conversar com a imprensa, o atacante admitiu que sua vida mudou após a estreia no profissional. Basicamente pelo aumento de assédio, antes, praticamente inexistente.


- Não vou mentir para você que não mudou nada. Mudou. Realmente muda. Em questão de pessoa, continuo sendo o mesmo Luis Henrique da base, todos que me conhecem sabem que continuo a mesma pessoa, mantenho meus princípios, minhas raízes desde sempre. Mudou mais em questão de assédio, de mídia, de redes sociais - afirmou.

Luis Henrique faz selfie com os torcedores durante o evento de aniversário (Foto: Jessica Mello)
Há, porém, um assédio que deixa Luis Henrique ainda mais feliz. Trata-se daquele vindo dos garotos, como o do passeio pela área externa na sede, quando eles pararam tudo para vê-lo passar e, quem sabe, receber um aceno de volta.


- É muito bom. Do mesmo jeito que eu sonhava quando era criança, quando via os jogadores, ficava encantado... Fico muito honrado em ser, não um ídolo, não posso dizer isso ainda pois sou muito jovem, mas ser um exemplo para a molecada. Eu me vejo neles, porque também vivi isso. Fico feliz demais por receber esse carinho - explicou.


Nos últimos dois jogos, Luis Henrique deixou a titularidade para as entradas de Neilton e Navarro, que passaram a formar a dupla de ataque. Neste sábado, o Botafogo entra em campo contra o América-MG, no Independência, pela 19ª rodada da Série B.

Por Jessica Mello Rio de Janeiro/GE