quarta-feira, 1 de julho de 2015

Botafogo quita salários do futebol com reembolso da Prefeitura por Engenhão


Clube recebe primeiro pagamento do Município, no valor de R$ 2,3 milhões, e aguarda nesta quarta-feira primeira parcela da venda de zagueiro Dória




Botafogo recebeu da Prefeitura parte de reembolso por
gastos no Engenhão (Foto: Satiro Sodre/SSPress)
Na noite da última terça-feira, em reunião do Conselho Deliberativo, Carlos Eduardo Pereira, o presidente do Botafogo informou que o clube recebeu da Prefeitura do Rio de Janeiro a primeira parte do reembolso por gastos do clube com serviços enquanto o Engenhão esteve fechado. Os R$ 2,3 milhões foram utilizados para quitar salários atrasados de jogadores e outros integrantes do departamento de futebol, como funcionários de apoio.

O Botafogo espera agora a outra parte do reembolso, cerca de R$ 1,2 milhão, que ainda não tem previsão de ser pago pela Prefeitura. Dessa forma, caberá ao clube, R$ 3,5 milhões dos pouco mais de R$ 4,3 milhões que a administração municipal destinou na semana passada à Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas para que fizesse diversos pagamentos.

- O futebol foi todo quitado. Conseguimos pagar o que havia faltado. Está em dia - confirmou Carlos Eduardo Pereira.

O clube espera ainda nesta quarta-feira receber o depósito de € 1 milhão (cerca de R$ 3,5 milhões) referentes à primeira parcela da venda do zagueiro Dória ao Olympique de Marselha, no ano passado. O Botafogo ainda tem direito a outras três parcelas: € 2 milhões em julho de 2016, dezembro de 2016 e julho de 2017.

Por Gustavo Rotstein Rio de Janeiro/GE